27 out 2016

Dr. Drauzio Varella explica o que é a intolerância à lactose


Intolerância à lactose é o nome que se dá à incapacidade parcial ou completa de digerir o açúcar existente no leite e seus derivados. Ela ocorre quando o organismo não produz, ou produz em quantidade insuficiente, uma enzima digestiva chamada lactase, que quebra e decompõe a lactose, ou seja, o açúcar do leite.

Como consequência, essa substância chega ao intestino grosso inalterada. Ali, ela se acumula e é fermentada por bactérias que fabricam ácido lático e gases, promovem maior retenção de água e o aparecimento de diarreias e cólicas.

É importante estabelecer a diferença entre alergia ao leite e intolerância à lactose. A alergia é uma reação imunológica adversa às proteínas do leite, que se manifesta após a ingestão de uma porção, por menor que seja, de leite ou derivados. A mais comum é a alergia ao leite de vaca, que pode provocar alterações no intestino, na pele e no sistema respiratório (tosse e bronquite, por exemplo).

A intolerância à lactose é um distúrbio digestivo associado à baixa ou nenhuma produção de lactase pelo intestino delgado. Os sintomas variam de acordo com a maior ou menor quantidade de leite e derivados ingeridos.
Pesquisas mostram que 70% dos brasileiros apresentam algum grau de intolerância à lactose, que pode ser leve, moderado ou grave, segundo o tipo de deficiência apresentada.

leite-bTipos

  1. Deficiência congênita - por um problema genético, a criança nasce sem condições de produzir lactase (forma rara, mas crônica);
  2. Deficiência primária - diminuição natural e progressiva na produção de lactase a partir da adolescência e até o fim da vida (forma mais comum);
  3. Deficiência secundária - a produção de lactase é afetada por doenças  intestinais, como diarreias, síndrome do intestino irritável, doença de Crohn, doença celíaca, ou alergia à proteína do leite, por exemplo. Nesses casos, a intolerância pode ser temporária e desaparecer com o controle da doença de base.

 Sintomas

Os sintomas da intolerância à lactose se concentram no sistema digestório e melhoram com a interrupção do consumo de produtos lácteos. Eles costumam surgir minutos ou horas depois da ingestão de leite in natura, de seus derivados (queijos, manteiga, creme de leite, leite condensado, requeijão, etc.) ou de alimentos que contêm leite em sua composição (sorvetes, cremes, mingaus, pudins, bolos, etc.). Os mais característicos são distensão abdominal, cólicas, diarreia, flatulência (excesso de gases), náuseas, ardor anal e assaduras, estes dois últimos provocados pela presença de fezes mais ácidas. Crianças pequenas e bebês portadores do distúrbio, em geral, perdem peso e crescem mais lentamente.

Diagnóstico

Além da avaliação clínica, o diagnóstico da intolerância à lactose pode contar com três exames específicos: teste de intolerância à lactose, teste de hidrogênio na respiração e teste de acidez nas fezes.

O primeiro é oferecido pelo SUS gratuitamente. O paciente recebe uma dose de lactose em jejum e, depois de algumas horas, colhe amostras de sangue para medir os níveis de glicose, que permanecem inalterados nos portadores do distúrbio.

O segundo considera o nível de hidrogênio eliminado na expiração depois de o paciente ter ingerido doses altas de lactose e o terceiro leva em conta a análise do nível de acidez no exame de fezes.

Tratamento

A intolerância à lactose não é uma doença. É uma carência do organismo que pode ser controlada com dieta e medicamentos. No início, a proposta é suspender a ingestão de leite e derivados da dieta a fim de promover o alívio dos sintomas. Depois, esses alimentos devem ser reintroduzidos aos poucos até identificar a quantidade máxima que o organismo suporta sem manifestar sintomas adversos. Essa conduta terapêutica tem como objetivo manter a oferta de cálcio na alimentação, nutriente que, junto com a vitamina D, é indispensável para a formação de massa óssea saudável. Suplementos com lactase e lácteos sem lactose são úteis para manter o aporte de cálcio, quando a quantidade de leite ingerido for insuficiente.
Pessoa que desenvolveu intolerância à lactose pode levar vida absolutamente normal desde que siga a dieta adequada e evite o consumo de leite e derivados além da quantidade tolerada pelo organismo.

Recomendações

Portadores de intolerância à lactose precisam saber que:

* na medida do possível, o leite não deve ser totalmente abolido da dieta;

* é importante ler não só os rótulos dos alimentos para saber qual é a composição do produto, mas também a bula dos remédios, porque vários deles incluem lactose em sua fórmula;

* leite de vaca não entra como ingrediente do pão francês e do pão-de-ló;

* verduras de folhas verdes, como brócolis, couves, agrião, couve-flor, espinafre, assim como  feijão, ervilhas, tofu, salmão, sardinha, mariscos, amêndoas, nozes, gergelim, certos temperos (manjericão, orégano, alecrim, salsa) e ovos também funcionam como fontes de cálcio;

* comer de tudo um pouco é a melhor forma de manter o suporte de nutrientes necessários para a saúde e bem-estar do organismo.

Fonte: Dr. Drauzio Varella (www.drauziovarella.com.br)


24 out 2016

Exercícios físicos durante a gravidez


AA1

Exercícios físicos durante a gravidez são essenciais para o bem-estar e a saúde da mãe. Entre os benefícios está o controle do ganho de peso e o relaxamento do corpo e da mente. Eu fiz exercícios durante toda a minha gravidez e confesso que fez com que eu me sentisse muito bem, além de eu acreditar que fez um bem enorme ao desenvolvimento do meu pequeno Be.

Confira algumas dicas para cuidar da saúde durante a gestação

Apesar dos benefícios, é preciso ter certeza do bom condicionamento físico antes de partir para a academia. Obstetras  não recomendam a mudança de atividades após a gravidez. Se a grávida pratica musculação há anos e foi liberada pelo médico, não há motivo para optar pelo pilates, por exemplo. O ideal é que ela pratique uma atividade prazerosa, com a qual seu organismo já está acostumado.

Grávidas sedentárias exigem maior atenção

Gestantes que nunca praticaram nenhum tipo de exercício físico devem começar aos poucos. Elas podem fazer atividades aeróbicas, como pedalar e caminhar, mas também recomenda-se musculação, que vai trabalhar os músculos mais exigidos pela gravidez, melhorando a postura e diminuindo dores nas costas. – Alguns obstetras só liberam as atividades físicas após a 12ª semana, período com mais risco de abortamento”.

Veja alguns exercícios recomendados

Hidroginástica

Hidroginástica é o exercício mais indicado pelos médicos para as grávidas. De acordo com Luciana Flor, a água traz conforto para as gestantes. “Na água elas não sentem o peso da barriga, o que aumenta a segurança para praticar exercícios”, diz a professora. Ela explica que o water relax, espécie de aula de alongamento dentro d’água, também é muito bem-vinda para as gestantes, já que melhora a circulação e diminui inchaços.

Uma pesquisa realizada pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) com 50 grávidas mostrou que a hidroginástica pode ajudar a diminuir as dores no parto, já que apenas 27% das pesquisadas que praticavam exercícios na água solicitou algum tipo de analgésico para dor durante as contrações.

Caminhada

A caminhada está entre as atividades mais democráticas, já que não é necessário estar matriculada em uma academia para praticá-la.

“Após a liberação do obstetra, em geral, a gestante pode praticar exercícios físicos durante uma hora por dia, até 5 vezes por semana. O mais importante é respeitar a frequência cardíaca, que não deve ultrapassar 140bpm. Isso significa que é possível conversar com tranquilidade durante a caminhada.”, diz a professora de educação física Mariana Furtado, do Espaço Bella Gestante.

Musculação

A musculação não é contraindicada para gestantes. Bem orientada, fortalece os músculos, melhora a postura e diminui as dores nas costas, provenientes do peso da barriga. “Na musculação é possível trabalhar cada grupamento muscular de forma segura. Gestantes que nunca praticaram exercícios devem começar aos poucos, com 15, 20 minutos, avançando aos poucos. O ideal, sempre, é conciliar o trabalho muscular com atividades aeróbicas, como caminhada, hidroginástica e bicicleta ergométrica”, diz Luciana Flor.

Pilates

O exercício utiliza o próprio peso corporal para trabalhar diferentes grupamentos musculares. Apesar de parecer ser um exercício leve, o pilates não é indicado para todas as gestantes. “O pilates melhora a postura, evita dores lombares e fortalece os músculos das costas, preparando para o peso da barriga, mas só recomendamos para quem já praticava antes da gravidez. No pilates a gestante trabalhará o tempo todo com o abdômen contraído, o que pode gerar estresse desnecessário para quem nunca praticou”. Ou seja, quem deseja aproveitar os benefícios do pilates deve começar bem antes da gravidez. (blogpilates.com.br)

Yoga

A yoga trabalha corpo e mente, ajudando no relaxamento da gestante.  Assim como o pilates, a yoga trabalha o abdômen e só é recomendo para aquelas que praticavam antes da gravidez. Com o passar das semanas e o crescimento da barriga, ficará mais difícil fazer determinadas posturas, mas as academias já contam com programas específicos para gestantes.


20 out 2016

Carreira x Boa mãe


r

Mamães, eu recebi este texto do Babycenter e achei muito bom, então resolvi compartilhar, espero que gostem!!

É possível ter uma carreira e participar da vida dos seus filhos, desde que você tenha em mente que não conseguirá sempre fazer tudo dentro e fora de casa. Ou seja, em algum momento será necessário abrir mão de alguma coisa.

Por exemplo, é humanamente impossível trabalhar 60 horas por semana, frequentar todas as atividades extracurriculares das crianças e ainda ter tempo (e disposição!) de brincar no fim do dia.

Evite a culpa e tome decisões práticas. Comece fazendo uma lista de todas as coisas que deseja incluir na sua vida. O passo seguinte é priorizar cada item. Pode ser que no topo das prioridades apareça buscar seu filho na escolinha às cinco da tarde todos os dias ou então investir mais profissionalmente para conquistar aquela promoção no trabalho até o fim do ano.

Com a lista em mãos fica mais fácil distinguir o que é essencial e o que é possível deixar de lado por enquanto.

O próximo passo é definir quanto de tempo e energia você tem à disposição para cada item importante. Volte à lista, reveja as prioridades e corte tudo o que exige um esforço além do que você tem possibilidade para este momento da vida. Lembre-se de que se trata de uma fase e de que dá para mudar de ideia mais para frente.

Muitas mulheres decidem continuar trabalhando depois do nascimento dos filhos, porém em um ritmo menos acelerado. Com isso, usufruem dos benefícios pessoais e financeiros do trabalho, sem, no entanto, ficar demais longe de casa.

Há também quem pare de trabalhar por alguns anos para só se dedicar à maternidade, ou então resolva que a carreira precisa de grande dedicação e abrace a oportunidade de crescer profissionalmente para se realizar e ser melhor mãe nos outros momentos.

A verdade é que não há uma fórmula que funcione para todas as mulheres e nem uma lista mágica em que possamos ir riscando todos os itens executados em prazos curtos.

A vida em família é mesmo cheia de escolhas, e o melhor que você pode fazer é confiar nos seus instintos sobre como encaixar o quebra-cabeça pouco a pouco, rearranjando as peças quando a harmonia não estiver perfeita.


19 out 2016

Fernanda Rodrigues inaugura loja no shopping Morumbi


a

A PUC convidou a atriz e apresentadora Fernanda Rodrigues, do Programa Fazendo a Festado canal GNT, para inaugurar a nova loja da marca no Morumbi Shopping, em São Paulo, na próxima quinta-feira. Esse momento super especial para a PUC também marca o lançamento da coleção PUC Alto Verão 2016.

Aproveitando as novidades, Fernanda Rodrigues fará suas escolhas para a estação e dará dicas de looks para a criançada aproveitar o verão. O Coquetel será no dia 20 de outubro, a partir de 16h, na própria loja.

Fernanda Rodrigues é uma daquelas mulheres que nasceu para a maternidade. Típica mãe moderna, ela se desdobra entre o trabalho e os cuidados com Luisa, de 6 anos, e o pequeno Bento, de 8 meses. Além de comandar o programa Fazendo a Festa, do canal GNT, a atriz está em cartaz com a peça “Tô Grávida”, ao lado do ator Paulo Vilhena. Fernanda ainda mantém o blog Cheguei ao Mundo, onde fala sobre o universo infantil e da maternidade, abordando temas como gravidez, comportamento, educação, moda, decoração

Eu vou dar uma passadinha lá,

Bjo, bjo


12 set 2016

Shopping Vila Olímpia abre um novo espaço para recreação infantil


petit-enfant-shopping-vila-olimpia-3 Mamães olha que bacana, o Shopping Vila Olímpia acaba de inaugurar um espaço voltado para crianças, poderem brincar, enquanto seus pais compram, vão ao cinema ou ao teatro neste shopping. O espaço chamado de  Petit Enfant Parque e Festas, fica localizado no 1º piso do empreendimento, e apresenta para os papais e mamães uma nova proposta de diversão e brincadeira para crianças de 1 a 6 anos. O ambiente, totalmente preparado para receber os pequeninos, foi criado pensando em toda proteção e segurança necessária para a brincadeira não ter hora de acabar. O parque infantil possui 11 brinquedos produzidos com um toque almofadado e macio, não oferecendo riscos às crianças. A tecnologia de cada atração foi desenvolvida no Japão e produzida exclusivamente para o espaço. Para deixar tudo ainda mais confortável e especial, cinco monitores treinados ficam à disposição dos pequenos. Além disso, os pais também podem entrar e brincar com seus filhos. As crianças de 1 a 3 anos, devem estar acompanhadas dos pais. Já os maiores, de 4 a 6 podem ficar com os monitores, se preferirem. Demais, não é mesmo?!?! Bjo, bjo petit-enfant-shopping-vila-olimpia-4

petit-enfant-shopping-vila-olimpia-6

Petit Enfant Parque e Festas- Shopping Vila Olímpia

Local:  Piso

Indicação Etária: De 1 a 6 anos

Preço: R$ 45 os primeiros 30 minutos; depois disso mais R$ 1 por minuto adicional.

Endereço: Rua Olimpíadas, 360, Vila Olímpia, São Paulo.

Informações: 4003-4173 www.shoppingvilaolimpia.com.br

petit-enfant-shopping-vila-olimpia-8 petit-enfant-shopping-vila-olimpia-9

petit-enfant-shopping-vila-olimpia-10

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 1 de 24612345...102030...Última »