12 set 2016

Shopping Vila Olímpia abre um novo espaço para recreação infantil


petit-enfant-shopping-vila-olimpia-3 Mamães olha que bacana, o Shopping Vila Olímpia acaba de inaugurar um espaço voltado para crianças, poderem brincar, enquanto seus pais compram, vão ao cinema ou ao teatro neste shopping. O espaço chamado de  Petit Enfant Parque e Festas, fica localizado no 1º piso do empreendimento, e apresenta para os papais e mamães uma nova proposta de diversão e brincadeira para crianças de 1 a 6 anos. O ambiente, totalmente preparado para receber os pequeninos, foi criado pensando em toda proteção e segurança necessária para a brincadeira não ter hora de acabar. O parque infantil possui 11 brinquedos produzidos com um toque almofadado e macio, não oferecendo riscos às crianças. A tecnologia de cada atração foi desenvolvida no Japão e produzida exclusivamente para o espaço. Para deixar tudo ainda mais confortável e especial, cinco monitores treinados ficam à disposição dos pequenos. Além disso, os pais também podem entrar e brincar com seus filhos. As crianças de 1 a 3 anos, devem estar acompanhadas dos pais. Já os maiores, de 4 a 6 podem ficar com os monitores, se preferirem. Demais, não é mesmo?!?! Bjo, bjo petit-enfant-shopping-vila-olimpia-4

petit-enfant-shopping-vila-olimpia-6

Petit Enfant Parque e Festas- Shopping Vila Olímpia

Local:  Piso

Indicação Etária: De 1 a 6 anos

Preço: R$ 45 os primeiros 30 minutos; depois disso mais R$ 1 por minuto adicional.

Endereço: Rua Olimpíadas, 360, Vila Olímpia, São Paulo.

Informações: 4003-4173 www.shoppingvilaolimpia.com.br

petit-enfant-shopping-vila-olimpia-8 petit-enfant-shopping-vila-olimpia-9

petit-enfant-shopping-vila-olimpia-10


30 ago 2016

Neste final de semana no shopping Ibirapuera em São Paulo


Mamães olha que legal, o Shopping Ibirapuera dá espaço para a emoção e diversão tomarem conta de seus corredores! Até 16 de outubro acontece a 2ª edição do projeto cultural “Teatrando”, que traz para as tardes de sábado e domingo apresentações teatrais gratuitas que vão deixar um gostinho de quero mais no ar.

Estou me programando para levar o Bernardo, no domingo depois eu conto como foi.

Bjo, bjo

Confira abaixo as sinopses dos espetáculos do próximo fim de semana:

03 de setembro – A Lona Caiu – Cia BuBiô, Ficô Lô - Charlatanismo, disfarces e suspense dão o tom da apresentação realizada por um trio cômico, o palhaço Tuingo, o músico Tião e o dono de circo, falido, Afrânio, que  juntos tiram da cartola diversos esquetes tradicionais e trazem à memória diversas peripécias dos palhaços tradicionais! Duração: 50 minutos

04 de setembro  – Tuingo e Bastião -Cia BuBiô, Ficô Lô – Um palhaço e um músico se unem para tentar o sucesso em dupla. Composições autorais, segundo Tuingo, farão com que a dupla conquiste o público em cada lugar que passarem. Tião até que desconfia, mas acaba acreditando na parceria e juntos tocam músicas cômicas que fazem a plateia interagir e cantar junto. Duração: 45 minutos.

Evento Gratuito

Período: Até 16 de outubro – somente sábados e domingos

Horário: às 15h – Recomenda-se chegar com 15 minutos de antecedência.

Local: Piso Jurupis

Faixa etária: Livre

Orientações gerais: Espaço aberto, com área prevista apenas para crianças. A participação das crianças é de inteira responsabilidade dos pais que devem permanecer no local durante todo o evento. Duração das apresentações é de até 45 minutos.

unnamed

 


14 mar 2016

Dicas para ajudar seu pequeno com a lição de casa


Olá Mamães, olha que artigo bacana eu recebi do Playkids, tem tantas mães que ficam em dúvida como proceder na hora de ajudar seus pequenos a fazer a lição de casa, as dicas a seguir poderão ajudar muito nesta fase.

ea

“…As aulas voltaram pra valer e, com elas, novos desafios se apresentam na vida escolar dos pequenos. Se o seu filho já avançou alguns estágios da educação infantil, a lição de casa começa a fazer parte do dia-a-dia. Pode variar de escola para escola. Mas na maioria delas, a lição é introduzida como uma tarefa rotineira quando os alunos têm por volta de 4 ou 5 anos.

Em geral, funciona como uma atividade complementar. Espera-se que, assim, a criança sistematize o conteúdo aprendido em sala de aula. Também tem o objetivo de incentivar a criação do hábito de estudar além do período escolar. Mas agora que a escola começa a ganhar ares de “coisa séria”, qual o papel dos pais nesse processo? E, o mais importante, o que eles podem e devem fazer para ajudar? Veja algumas orientações a seguir.

Estabeleça um local adequado

Antes de mais nada, é importante que a lição seja feita num espaço favorável à concentração. Não dá para fazê-la na mesinha de atividades que a criança tem na sala de casa, em frente à TV. Você pode até aproveitar este momento para fazer um “rito de passagem”, pontuando para o seu filho que ele está crescendo e precisa de uma escrivaninha, por exemplo. Se possível, pode ser divertido executar uma mudança no quarto dele, garantindo um local atraente e adequado para esse momento.

Determine um horário fixo

A tarefa tem de ser feita sempre num mesmo horário, pois isso ajudará a criança a incorporar a lição de casa na rotina de maneira tranquila. Se o seu filho chega da escola muito cansado, é melhor deixar a lição para o dia seguinte. Mas siga sempre o mesmo ritual. Não deixe a criança livre para determinar quando irá fazer a lição. Uma dica que funciona é a construção do “quadro da rotina”. Vocês podem fazê-lo em conjunto, usando símbolos, figuras e desenhos. Este quadro deve ser colocado num lugar de fácil acesso, como a porta da geladeira. Ele costuma ajudar a família a administrar o tempo, além de ir ensinando a criança a dar conta das próprias responsabilidades.

Ajude a criança a organizar o espaço

A organização do espaço é fundamental para tornar o ambiente escolhido favorável à tarefa. Ninguém nasce organizado e nem aprende da noite para o dia! É preciso auxiliar as crianças a desenvolver tal habilidade, assim como a serem cuidadosos com as próprias coisas. Que tal manter um estojo exclusivo para a lição de casa? Incentive-a também a pegar o material da lição (seja livro, apostilha, folha) antes de começar e guardá-lo ao final. Além da autonomia, essas atitudes simples vão ajudá-la a diferenciar o momento da brincadeira e o da “obrigação”.

Confie na escola (e siga as orientações dela)

A parceria pais e escola é essencial! As condutas devem estar alinhadas para que a criança consiga caminhar. Sendo assim, mantenha-se informada e participe das reuniões escolares para compreender o contexto da lição de casa, bem como a maneira que a escola conduz o processo de aprendizagem. Você com certeza se sentirá mais segura para auxiliar o seu filho, se estiver ciente dos objetivos que a escola pretende alcançar com os exercícios complementares enviados para casa.

Deixe a criança trabalhar sozinha

Exato! Você pode reler com seu filho o enunciado da lição para reforçar o que foi proposto, ainda que a professora certamente já o tenha explicado em classe. No entanto, jamais dê as respostas prontas. Caso contrário, pode “atropelar” a construção do raciocínio do seu filho. Muitas vezes, o ideal é tirar as dúvidas com a própria professora. Claro que interessar-se pela vida escolar do seu filho é fundamental, o que não significa fazer as coisas por ele. O seu papel é ser um agente facilitador nesse caso, mas não o autor da história dele. Permita, então, que ele seja construa o próprio caminho de descobertas!”

 


03 fev 2015

Meu pequeno grande Bernardo


Esta semana começa uma nova fase do meu pequeno, a escolinha! Confesso que até agora estava super tranquila, achando o máximo o Be passar 4 horas do dia dele interagindo com outras crianças e principalmente se tornando cada vez mais independente, mas um frio na barriga começou a surgir!!! Engraçado, como ao mesmo tempo que a sensação de ver nossos pequenos crescendo nos enche de orgulho, mas com uma pitada de medo… Até agora meu Bezoquinha, vivia 100% sobre os nossos cuidados, tudo em casa gira em torno dele, a alimentação é toda balanceada, sem muito sal e gordura, os horários do soninho, todos em casa tem que fazer silencio, limpar a casa ou antes ou depois para não acordá-lo.. Vamos viajar, onde ele se sentirá bem e confortável…. Enfim, nós passamos para segundo plano e nossos filhos tornam-se os protagonistas da nossa história. Mas até que ponto isso não atrapalha no desenvolvimento deles? A vida é muito dura lá fora, e criar nossos filhos dentro de redomas, não ajuda em nada. Este choque de realidade, muitas vezes é o que faz nossos pequenos se tornarem grandes!

Bem, este é o desabafo de uma mãe de primeira viagem, que acima de qualquer coisa quer ver seu filho feliz e pretende criá-lo para ser um ser humano diferenciado.

Semana que vem, conto como foi o primeiro dia de aula,

Bjo, bjo

IMG_7915

 


13 jan 2015

Os benefícios do estudo de música na infância


Mamães, primeiramente gostaria de me desculpar por estas quase 3 semanas de ausência, o ano de 2014 em particular foi muito difícil e pesado para mim e minha família e me dei o direito de tirar férias, e não pensar em nada que não fosse descanso e lazer… Por isso o Blog ficou de lado, mas como é necessário voltar a vida real, os nossos posts tb voltaram com todo o gás.

Desde de dezembro Bernardo tem frequentado aula de música, fico impressionada como ele A D O R A a aula, fica prestando atenção no sons dos instrumentos, dança, toca e sai de lá numa animação só.

Li este artigo na revista Crescer e achei muito interessante, pois consigo evidenciar vários sinais no Be. Espero que aproveitem a leitura.

Bjo, bjo

1

Dar um instrumento musical na mão do seu filho ajuda a estimular o desenvolvimento neurológico dele. A constatação é de um grupo de pesquisadores da Universidade de Vermont, nos Estados Unidos. Depois de analisar tomografias de 232 crianças entre seis e 18 anos, eles perceberam que estudar música melhora as funções executivas do cérebro, responsáveis por habilidades como memória, controle da atenção, organização e planejamento do futuro.

Os especialistas constataram que o treinamento musical aumenta a espessura de uma área nobre do cérebro, o córtex, responsável também pelo controle das emoções. “O estudo dos instrumentos leva o ser humano ao nível mais complexo de concentração do cérebro, que é a atenção executiva. É preciso ter foco e disciplina para aprender a ler partituras e marcar o tempo”, explica a pesquisadora Elvira Souza Lima, especialista em neurociência e música.

Crianças que têm contato com música aprendem a ler e a escrever com mais facilidade

Escutar música antes de nascer ajuda a desenvolver o cérebro do bebê

A atividade pode começar a partir dos quatro anos, quando a criança já é capaz de fazer movimentos mais sutis com as mãos. “Esse aprendizado modifica fisicamente o cérebro, principalmente quando ocorre antes dos sete anos, e os ganhos se mantêm por toda a vida, mesmo que a criança pare de tocar o instrumento depois”, diz Elvira, frisando que o contato com a música, ainda que apenas como ouvinte, tem um grande impacto no desenvolvimento humano e prepara o cérebro para executar diferentes tipos de funções.

Então que tal estimular a iniciação musical em casa? Enquanto ajuda seu filho e se diverte com ele, você também absorve os benefícios do contato com a música, que vale para todas as idades. Veja como fazer isso no dia a dia:

- Coloque diferentes tipos de música para seu filho ouvir para aumentar o repertório dele logo cedo. Arrisque mesmo: clássica, africana, indígena, jazz, samba.

- Faça brincadeiras com sons usando objetos da casa, como panelas e baldes. Não deixa de ser um jeito de produzir música.

- Sempre que possível, separe 10 minutos do dia só para ouvir música com seu filho, sem realizar nenhuma outra atividade ao mesmo tempo. Todo mundo vai ficar mais relaxado.

- Estimule as crianças a ouvir e identificar os sons da natureza, desde os passarinhos até o barulho das folhas ao vento. Isso também vale como experiência e memória musical.

- Cantem juntos, com e sem música de fundo. O efeito de cantar é o mesmo de tocar um instrumento.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 1 de 5312345...102030...Última »