12 jan 2012

Reciclagem


Gentemmm, Nas minhas buscas por conteúdos relevantes, achei um artigo que achei incrível, um Sul Koreano inventou uma lixeira que ensina o hábito da reciclagem para as crianças. Adorei a iniciativa e a ideia, afinal o futuro do nosso planeta depende TOTALMENTE das atitudes transformadoras e conscientes que nossos pequenos terão.

“… Não é  fácil ensinar os pequenos a serem responsáveis e conservarem o meio ambiente. O fato de as crianças de hoje serem os líderes de amanhã, inspirou o designer sul-coreano YunJin Chang, a criar uma máquina de reciclagem especificamente para o público infantil.

A intenção é ensinar as crianças a reciclarem, e que esse ideal continue em todas as etapas de seu desenvolvimento. Assim é possível que as crianças construam uma consciência evolutiva da qual pode ser compartilhada com as comunidades agora, no futuro e até mesmo ser transmitido à geração seguinte.

Desenvolvido especialmente para crianças, a lixeira “libera” doces vitaminados depois que o lixo é inserido, mas apenas se for um item reciclável, ou seja, não sairá doces se for inserida uma moeda ou um item impróprio.

Desta forma, as crianças serão automaticamente atraídas para o hábito da reciclagem, além de aprenderem a reconhecer o que é ou não reciclável…'”

Adorei Bjo, bjo


 

http://preservblog.blogspot.com/2011/10/reciclagem-para-criancas.html

21 nov 2011

Pais Felizes, filhos Felizes


Sabe o bom de ter um blog novo?? – Invariavelmente a gente corre atrás de conteúdo cada vez mais interessante, novas parcerias, promoções e quem tem mais a ganhar são vocês nossas seguidoras…
Dando continuidade as melhorias que o blog sofreu, uma delas tenho certeza que vc´s vão adorar, é a parceria com a psicóloga Júlia Buarque que a partir de hoje vai nos presentear frequentemente com seus artigos maravilhosos e que certamente irá ajudar muitas mamães a lidarem melhor com sua nova função, a de ser mãe.

Júlia é Mãe da Luisa (4 anos e 10 meses) e da Marina (1 ano e 1 mês) e Psicóloga Infantil especialista em Psicopedagoga Clínica e Institucional pela Universidade de Brasília.
 
Pais felizes, Filhos felizes

Quando nos tornarmos pais, um turbilhão de sentimentos e cobranças nos invade a mente.

Como lidar com tudo isso da melhor forma possível? Como educar filhos felizes e capazes?

Essas são umas das perguntas e questões que mais encontro no consultório, e, quando me tornei mãe pela primeira (há quase 5 anos), me deparei com esse mesmo sentimento. Mesmo já tendo lido, estudado e aconselhado outros pais, já me senti perdida e muitas vezes sem respostas para a minha nova vida. Em outras palavras, falar é fácil, mas quando estamos inseridos dentro do contexto, a história muda.

Uma conclusão a que cheguei foi que existem 3 diferentes realidades: aquela que os educadores e profissionais nos apresentam, a que parece ser a correta e a que realmente faz parte do nosso dia-a-dia e que colocamos em prática.

Por mais complexo que pareça não passa de uma simples matemática, uma equação bem simples: A satisfação dos pais está diretamente proporcional à felicidade dos filhos.

Um estudo realizado pelo Psicólogo Robert Epstein sobre o que funciona quando se trata de educar crianças, mostra que, em primeiro lugar, estão o AMOR E CARINHO. Segundo ele é indispensável apoiar e aceitar os filhos, entendendo que eles são “seres humaninhos” com idéias e gostos próprios. Sendo importante respeitar as diferenças, demonstrando afeto e usufruindo dos momentos passados juntos com qualidade.

Criar filhos “robôs” não funciona. A idéia é respeitar a INDIVIDUALIDADE de cada criança, reforçando a sua competência e capacidade.

Outro ponto importante na pesquisa, que merece muito destaque, é a ADMINISTRAÇÃO DO ESTRESSE dos pais: Pais estressados, filhos estressados.

Essa é uma das questões que mais tento transmitir aos pais no consultório: Os pais devem ter um momento só deles – um momento para lazer, para praticar esportes, ler um livro, meditar, enfim fazer o que quer que seja que gostariam de fazer independe de ter ou não filhos. Devem (e merecem) ter um tempo só para si, longe da prole. Mas o mais importante: SEM CULPA! Essa prática faz bem não só para o adulto, mas também para os filhos, que, por tabela, encontram os pais mais satisfeitos consigo mesmo e prontos para amá-los!

Educar filhos é de uma responsabilidade enorme!! LINDA, DESAFIADORA e INCRÍVEL por estarmos contribuindo na formação do adulto de amanhã, que, com certeza, poderá fazer a diferença do futuro!

Criando nossos filhos felizes, estamos contribuindo para um mundo mais colorido, mais humano.

Pais felizes, filhos felizes! O exemplo começa em casa! As crianças aprendem o que elas vivenciam! Muito mais do que palavras, são gestos e atitudes!

Sejam felizes consigo mesmo!!!

Amem incondicionalmente seus filhos e digam isso à eles!! Eles agradecerão no futuro! “

Parou para pensar?? Nada mal esta reflexão né pessoal 😉

Bjo, bjo



10 nov 2011

Boobambu – Descontos incríveis para as seguidoras do Blog


Genteee, semana passada começei a falar sobre um grande parceiro nosso, a academia para crianças Boobambu , hoje vou explicar mais um pouquinho sobre a metodologia que eles utilizam, os programas, as atividades exclusivas e CLARO a MARAVILHOSA promoção que a academia vai conceder para algumas seguidoras do Blog…

Metodologia Boobambu:

A Boobambu desenvolveu uma metodologia própria, baseada no relacionamento e na criação de um vínculo entre professores e alunos e entre as próprias crianças. Respeito, diálogo, consistência, honestidade, carinho, atenção, criatividade e alegria são alguns dos valores vivenciados durante as aulas.

As turmas possuem de 6 até no máximo 15 crianças de acorco com a modalidade e a faixa etária.

Especializados no desenvolvimeto infantil, todos os professores estão sempre atentos aos alunos e frequentemente fazem reuniões com os pais para dar um feedback sobre o desenvolvimento de seus pequenos.

Ao final de cada etapa as famílias recebem uma avaliação sobre o desenvolvimento de seu filho para acompanharem de perto o crescimento e desenvolvimento de suas crianças.

** Olha que bacana a fachada.

Atividades:

Programa Super Bebês: para bebês a partir de 6 semanas de vida até 6 meses (Shantala – massagem indiana para bebês, música e atividades que estimulam múltiplas inteligências);

Programa para Bebês: para bebês a partir de 6 meses até 2 anos (Artes, música e psicomotricidade)

Programa Boobambu Momento: Para crianças entre 2 a 4 anos (psicomotricidade, artes e música)
Programa Boobambu Tempo: Para crianças entre 2 a 8 anos, atividades selecionadas cuidadosamente para o contra turno da escola, com opções de freqüência de 1 a 5 vezes por semana, das 8h às 12h ou das 14h às 18h. (Achei sensacional este programa, principalmente para as mamães que trabalham o dia todo) – Neste programa as atividades como: judô, dança, circo, artes, música, psicomotricidade, teatro e muitas outras formam um pacote cheio de benefícios para as crianças. Os pequenos podem se divertir e se desenvolver usufruindo de um espaço projetado especialmente para eles e com as melhores atividades da cidade!

Atividades exclusivas:

– Espaço Criativo

Um momento onde a criança desfruta de um ambiente com brinquedos alternativos, sucatas, caixas, potes e utensílios do dia a dia onde a imaginação e a criatividade são estimuladas de uma forma muito especial.

– Leitura

De forma lúdica, interativa e criativa as crianças manuseiam livrinhos, ouvem histórias e conhecem palavras do cotidiano delas. Nessa atividade, eles adpatam o método Doman e estimulam o gosto pela leitura nas crianças.

– Laboratório Boom!bambu

“Ciência não é uma coisa que se faz em grandes laboratórios. Ciência se faz em qualquer lugar.”

O laboratório Boom!Bambu leva a ciência ao cotidiano das crianças. Por meio de experimentos práticos e atividades lúdicas, as crianças descobrem uma ciência fascinante. Cada aula é uma experiência nova!

E ainda…! Às sextas-feiras acontece a Super Sexta:

Criatividade, Imaginação, movimento e descobertas são algumas das vivencias que os pequenos experimentam na Super Sexta. São projetos inéditos que se revezarão ao longo do ano, dentre eles estão:  Laboratório Boobambu, Ginástica acrobática, Capoeira e Oficina de cultura popular.

E mais uma inovação! A Boobambu é a primeira a oferecer este serviço de permanência para as crianças com apenas 2 anos!!!

=> E agora a hora que todas vc´s leitoras do Blog esperavam… A Boobambu lançou a promoção de 55% para as primeiras 5 leitoras do Blog que se interessarem pela vaga. Para ter direito ao desconto favor enviar e-mail para contato@babyblogbr.com.br nos informando seu nome, e-mail, nome e idade da criança que irá ser matriculada. Caso a mãe tenha dois filhos apenas 1 deles receberá o desconto. 

Corram, não percam tempo… Nos envie logo o seu e-mail afinal só as primeiras 5 terão direito a este excelente desconto. 

=> Aproveitem e sigam nossa página no facebook para continuar aproveitando todos os benefícios que o blog traz para vc!!

Bjo, bjo

 


03 nov 2011

Boobambu – Academia para crianças


Genteeee, o post de hoje é sobre um grande parceiro do nosso Blog,  A Boobambu 

A Boobambu é uma academia para crianças que nasceu do sonho das irmãs Stela e Sílvia Lobato em 2006. Numas das minhas últimas idas a Brasília fui conhecer o espaço delas, no sudoeste, que por sinal é muito bacana. (Não dá para fazer parcerias e indicar lugares para vc´s, colocarem seus pequenos que eu não conheça e não tenha conferido… Então tudo o que digo aqui eu APROVO e assino em baixo!!!)

Antes de falar do espaço, vou contar uma grande novidade para vc´s. Pelo menos duas vezes por mês teremos aqui no Blog, um artigo escrito pelo pessoal da Boobambu, isso não é o máximo… Vamos ter muito assunto para falar e claro compartilhar as experiencias 😉

Falando um pouco da academia, o espaço é mágico e os pequenos que vão para lá trabalham muito suas potencialidades bem como o seu desenvolvimento motor e intelectual o que ajuda muito a se prepararem para a vida.

Este lugar tão diferente é uma excelente alternativa para as famílias que não querem se tornar refém de escolas com turma super lotadas e principalmente muito caras. Com uma metodologia própria e diferenciada a Boobambu já contribuiu para a vida de mas de 400 crianças.

A academia une no mesmo espaço atividades físicas e artísticas, valores sócio-educativos e estímulos cognitivos. Tudo isso, num ambiente lúdico e seguro para que suas crianças se desenvolvam com prazer. Aqui a criança é tratada como um ser integral e o objetivo deles é desenvolver todo o seu potencial abrangendo os aspectos cognitivo, motor, social e afetivo. As aulas estimulam o gosto pela atividade física  e pelo aprendizado, envolvendo tanto o lado cognitivo quanto emocional. A Boobambu oferece cursos, treinamentos, workshops e palestras aos pais, babás e professores.

Stela Lobato umas das donas da academia.

Benefícios: 

As atividades procuram desenvolver autoestima, autonomia, independência, coragem, criatividade, inteligência emocional, linguagem, raciocínio lógico, coordenação motora, acuidade auditiva e visual, ritmo e concentração. Além de proporcionar o prazer na execução dos movimentos, no aprendizado, nos relacionamentos e na autorealização por meio da expressão.

Além disso, a metodologia que eles utilizam é pautada no relacionamento facilitando a formação de vínculos entre as crianças e as professoras.

Na Boobambu o desenvolvimento infantil é otimizado (e não acelerado). O relacionamento entre mamães e bebês e o tempo livre das crianças também são, pois a freqüência nas aulas evita o tédio, diminui o risco de acidentes e da má intervenção.

As modalidades possuem objetivos específicos para cada turma na intenção de que as crianças possam atingir todas as fases do desenvolvimento infantil. Proporcionando o aprimoramento das aquisições motoras, da comunicação e do pensamento crítico.

Diferenciais:

Possuem metodologia própria.

foco é a criança e a família.

Estrutura desenvolvida para atender às necessidades das crianças e bebês. Bem como para manter sua segurança.

Profissionais especializados em desenvolvimento infantil e equipe de apoio treinada constantemente para atender as especificações que as atividades infantis requerem.

Professores formados em Educação Física, Artes Plásticas, Música, Pedagogia e Psicologia. As aulas são ministradas por um professor e um estagiário.

As turminhas têm um número reduzido de alunos, o que garante um maior aproveitamento nas atividades por parte das crianças. Além de permitir aos professores um melhor acompanhamento de cada aluno, valorizando seu desenvolvimento e suas necessidades.

Possuem uma psicóloga que participa do processo auxiliando as professoras e os pais sempre que for necessário.

Caso vc tenha se interessado pela Boobambu entre em contato conosco e claro cliquem no site … Clientes indicados pelo nosso Blog terá uma condição diferenciada para matricular os seus filhos.

Semana que vem, falarei mais um pouco sobre este espaço… inclusive da metodologia, programas e atividades exclusivas.

Beijos e até lá.

 

 

 

 

 


27 set 2011

Como agir com crianças a partir de 2 anos


A partir dos dois anos, tem início uma grande transformação no comportamento da criança. Em primeiro lugar, os pais devem saber que seu “bebê” deixou de se um e se tornou uma criança.  Precisa mudar o jeito de tratar o filho, pois ele já está pronto para algumas novidades na relação familiar.
Nessa idade, a criança começa a distinguir o “certo” do “errado”, não só pelas atitudes em si, mas também pelo olhar crítico dos pais ou mudança de comportamento deles. Assim, pode-se dizer que ela tem percepção que certas ações terão determinadas consequências, tanto para as aceitáveis como não-aceitáveis.
Por este motivo, é muito importante elogiá-la quando fizer algo esperado, construtivo e orientá-la quando for o contrário. São estas medidas que a ajudam a manter ou deixar certos comportamentos e atitudes.
É importante ressaltar que apesar de adquirir essa consciência, é justamente quando estiver mais próxima dos três anos que começa a tentar violar as regras sociais e familiares. Muitas vezes ela o faz apenas por diversão, esperando arrancar risos dos adultos e irmãos. Assim, pode jogar o prato de comida no chão ou os talheres utilizados quando estiver satisfeita, rir dos erros de outras pessoas, desobedecer ordens.
Nessa fase, é capaz de formar frases curtas como: eu subo, eu faço. Tem noção que pode influenciar outras pessoas e também de que adquiriu novas capacidades, dentre elas, saber nomear objetos corretamente, bem como, o tipo de roupa que se usa para dormir, brincar ou passear.
Adora dirigir o comportamento dos outros, determinando, numa brincadeira, quem faz qual personagem ou quem usa qual brinquedo, justamente por ter o senso de influência.
Se vê uma pessoa ou criança em sofrimento, fica preocupada e pode se aproximar para lhe oferecer carinho e conforto. É uma busca dentre suas próprias vivências emocionais, quando também foi amparada e protegida.
Pode se tornar mais possessiva em relação aos seus brinquedos, exercendo controle sobre eles, ou seja, ela decide se outra criança pode ou não mexer em suas coisas.
Tem início a fase do “não”, o que não significa que não queira de fato, apenas diz não para quase tudo, numa tentativa de autonomia e desprendimento, rumo à independência. É o desejo crescente de controlar seu próprio mundo e de se sentir poderosa. Aos poucos, vai abandonando esse comportamento, principalmente ao perceber que não é necessário para se autoafirmar.
Os pais se assustam com tanta mudança, afinal até recentemente seu filho era um bebê tão fácil de lidar, obediente e dócil.
É comum a criança dessa idade querer escolher o que vestir. Para evitar estresse desnecessário, separe duas ou três peças de roupas adequadas ao clima e passeio, coloque-as sobre a cama e peça para decidir dentre elas. A criança se sentirá fortalecida, respeitada e aceita.
O maior desgaste emocional entre pais e filho se dá fundamentalmente pelo fato de alguns não aceitarem que ele cresceu, tem vontade própria e desejam continuar a tratá-lo como bebê completamente dependente, não permitindo que exerçam sua individualidade e autonomia. Ou seja, ao invés de oferecer opções adequadas, decidem por ele o que deverá usar ou fazer.
Apesar de crítica, é uma fase de desenvolvimento saudável e normal e que necessita de muita compreensão e paciência.
Para não tolher a luta incessante pela independência, os pais devem ser mais flexíveis, negociando com a criança o que pode ser alterado porém, as regras e limites básicos terão que ser mantidos e respeitados sempre, com consistência e de comum acordo entre os responsáveis.
Fonte: Revista Sermãe!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 4 de 9« Primeira...23456...Última »