05 jun 2014

Brincar e se desenvolver tem melhor????


Mamães semana passada, tive uma adorável surpresa, estive no prédio das heras, sabe aquele super charmosinho que fica no Itaim na Rua Joaquim Floriano, e ao fundo me deparei com um espaço lúdico e super convidativo para as crianças. O local é todo preparado para atividades infantis, desde os cuidados com a segurança, como o piso, temperatura e muito mais. Como mãe de uma pequenino, entrei para conhecer e fiquei sabendo que além de horários livres para crianças aproveitarem o ambiente e brincarem, também há oficinas de música, artes, contação de histórias que são ministradas por profissionais da área . Um dos grandes diferenciais é que além de se divertirem as crianças também estimulam seu desenvolvimento, principalmente a criatividade e habilidades de comunicação.

Uma dica legal é para as mamães que tem amigas com filhos da mesma idade, como eu, podemos agendar uma tarde de diversão e aprendizado para os nossos pequenos, enquanto fofocamos e tomamos um lanchinho gostoso em algum lugar ali por perto.  Para as mamães que quiserem agendar uma visita ao local e quem sabe até programar a festinha de aniversário do filhote, vale muito apena dar uma ligadinha e agendar uma visita.

E como nós do Blog estamos sempre em busca de benefícios para as nossas seguidoras, as 03 primeiras mamães que curtirem a nossa página no facebook, no Instagram e no Instagram do Patinho das Heras, bem como enviar um e-mail para contato@babyblogbr.com.br ganhará uma diária (01 hora) para poder levar o seu pequeno.

O horário de funcionamento do Patinho é das 10:00 as 18:00 de segunda a sexta. Fica na rua Joaquim Floriano nº 111 – Pátio das Heras.

Telefone 3073-1788

Aproveitem!!!

 

foto 1

 

foto 4


27 mai 2014

Atividades baratas para fazer com seus filhos.


Dando sequencia ao post de ontem e com o objetivo de fortalecer a semana mundial do brincar, o post de hoje mostrara algumas atividades criativas, divertidas e baratas para fazermos com nossos pequenos.

Aproveitem

1) Use boia spaguetti para fazer uma corrida de obstáculos

a

2) Varinha gigante de bolha de sabão

b

3) Transforme uma caixa velha num escorregador dentro de casa.

c

4) Fita adesiva jornais amassados para uma brincadeira de teia de aranha pegajosa

d

5) Fios amarrados para uma bela missão impossível

e.2

6) um belo acampamento no meio da sala

f

7) tabuleiro com açúcar para ajudar os pré escolares aprenderem as letras

g

8) para os mais pequenininhos um rolo de papel prezo na parede já o suficiente para se ter bastante diversão

h

9) Pintura com pegadas, utilizando plástico bolhas

i

10) tiro ao alvo, usando giz e esponjas

j

11) Pistas de corrida com fitas coloridas no carpete, o melhor não estraga!

k


26 mai 2014

Semana mundial do brincar


Mamães, começou neste final de semana em SP, algumas atividades em comemoração a semana mundial do brincar, aqui em SP tivemos uma programação intensa… eu separei duas que irei levar o Bernardo, para mais informação entre no site oficial do programa  e click aqui.

Esta semana é muito importante para a Aliança pela Infância, pois é uma mobilização que reúne diferentes atores, como pais, educadores, médicos, comunicadores, instituições privadas, representantes de instituições governamentais, entre outros realizando um conjunto de ações com o objetivo de ressaltar a importância do Brincar na sociedade.

 O foco  é lembrar os adultos sobre a necessidade de preservação e o respeito do tempo das crianças brincarem.  Cada vez mais vemos famílias que, por não poderem  ter um tempo de qualidade com seus filhos, compram vídeos, jogos eletrônicos entre outras coisas e passam menos tempo ao lado deles.

Chamamos de tempo de qualidade aquele que os adultos passam com as crianças, quando eles estão presentes com atenção e com amorosidade. Trata-se da presença atenta à intermediação, quando necessária, quando solicitada.

Para que isso seja respeitado, é preciso que a sociedade atual tenha consciência e se preocupe em ter espaços públicos adequados e seguros para tornar viável esta necessidade vital do ser humano.

Morando em SP, peguei algumas dicas que podem ser muito interessantes e garanto, valerá a pena participar nem que seja de apenas uma destas atividades.

O Mamusca abre suas portas para uma tarde de muita brincadeira! A equipe de brincadores vai estar na sala de brincar e no quintal propondo atividades livres para pais e filhos, o Ateliê estará aberto com tintas e massinhas para os pequenos soltarem a criatividades e na salona uma instalação de cama de gato gigante promete muita diversão.

mamusca

Já no Mam teremos programação a semana inteira…

MAM

“O Brincar é um direito político das crianças que une, por meio da Semana do Brincar, parceiros com as mais distintas origens para fazer parte desta ciranda. É um caminho de transformação social que tem como missão honrar o direito de ser criança.”

 


22 mai 2014

O que é ser mãe…


‘… No momento em que soube que ele estava vindo meu corpo se purificou e me enchi de alegria. Um sentimento forte e visceral, que exalava pelos meus poros. Quando ele chegou experimentei uma explosão de amor que inundou a minha vida. Tudo isto pode parecer piegas, mas esta é sensação de ser mãe.

Não importa a maneira como esta pequena criaturinha vai chegar, sempre será um encontro mágico, transcendental.

Ser mãe é ter a valentia dos guerreiros e um instinto protetor como o de uma verdadeira guardiã. É ter um amor incondicional por alguém que ainda não conhecemos bem, mas que já ocupa o lugar mais importante na nossa vida.  Ser mãe é ter altruísmo para dedicar todo seu tempo ao filho. Mesmo que em algumas vezes seja só em pensamento. É pensar em cada detalhe da felicidade dele. É se emocionar muitas e muitas vezes com o sorriso e qualquer gesto que ele possa oferecer. É deliciar-se com sua carinha suja de comida e suas pequenas travessuras. É tentar entender o mundo que passa por seus olhinhos, às vezes assustados, mas quase sempre curiosos.

Ser mãe é ignorar o cansaço e o sono.  Estar preparada para qualquer batalha por e ao lado do seu filho. É agradecer a cada instante a dádiva de ter seu filho por perto. Saber liberar seu lado criança e brincar de índio, jogar bola, esconde-esconde e toda aventura que surgir no momento.

Quando ser mãe? Não existe uma regra para isto. É possível ser mãe muito jovem ou bem mais velha. De várias formas: pelo método mais natural, a gravidez. Pela adoção legal, barriga de aluguel ou sem nenhum método, pelo simples encontro com aquele que será seu filho. Como mulheres temos o privilégio de ser mãe em alguma etapa da nossa vida. Temos que buscar este nosso direito por caminhos diversos, que às vezes são longos e árduos. Mas quem está nesta luta sabe que vale a pena lutar para tê-lo em seus braços.

Dizer ou pensar que não está preparada para tal desafio é normal, pois ser mãe implica em se responsabilizar completamente pela vida do outro. Não se preocupe: a maturidade acompanha o processo e tem como consequência uma constante aprendizagem. Tudo é surpreendente, mesmo depois de observar outras mães, mesmo depois de ler vários livros e manuais sobre o tema, mesmo depois de vários conselhos maternais. Nunca estaremos 100 por cento preparadas para esta tarefa, muitas vezes vamos improvisar e não se preocupe, costuma funcionar. Aqui prevalece o sentido comum e o famoso instinto maternal, em ocasiões melhor do que a opinião de quem tem experiência.

Uma dica muito importante para as mães: aproveite cada instante com seu filho. Realmente o tempo passa rápido demais e cada segundo tem seu encanto, que  quase sempre é sinônimo de alegria, talvez um pouco de melancolia e um quê de dor. No momento em que você estiver se lembrando destes acontecimentos tudo já será saudade. Encare esta grandiosa e maior missão da sua vida e comemore cada batalha vencida. Não tenha receio de errar uma e outra vez, de pedir perdão ao seu filho que ainda não conhece esta palavra.  Não o compare com os demais, pois ele é único e perfeito.  Aproveite a oportunidade e seja feliz com seu filho. Nós merecemos.”

Amei este texto ele simplesmente fala o que é ser mãe, eu sinto assim, e você como sente?

Bjo, bjo

201


20 mai 2014

A memória dos bebês


2O desenvolvimento da memória é fundamental na vida, não é mesmo? É o que nos ajuda a nos orientarmos no tempo e no espaço, a criar hábitos e a nos relacionarmos com os demais.

Os neurônios encarregados da memória se desenvolvem desde o terceiro trimestre de gestação, por isso que o bebê, ao nascer, já tem memória. O cheiro favorito é o de sua mãe e do leite materno. Começa a reconhecer vozes e alguns rostos familiares. Lembra as vozes e os cheiros, embora não tenha consciência do que são ou de quando percebeu antes. É a memória inconsciente. Isso ajuda ao bebê entender as rotinas, com o passar das semanas, e é capaz de se orientar durante o dia, de saber quando tem que dormir ou comer, quando é noite ou dia.

- A partir dos três meses o bebê já pode identificar seus brinquedos. Aos seis meses está completamente familiarizado com as pessoas mais próximas a ele: pai, mãe, avós, irmãos, babás, por isso começam a estranhar pessoas que não conhecem. O bebê também é capaz de seguir os costumes, como quando os pais fazem a troca de fraldas, como é a rotina do banho ou de dormir. Isso faz parte da relação entre ações distintas porque o bebê se lembra, por exemplo, se preparamos o carrinho ou colocamos o agasalho nele, o bebê sabe que vai passear e se lhe tiram a roupa, o bebê já sabe que vai tomar banho.

- Aos nove meses pode saber em que parte da casa deixou os brinquedos e buscá-los.

- Até o primeiro ano de idade começa a empregar a linguagem dos sons mais concretos para sinalizar o que quer e pode relacionar alguns sons com situações. Pode fazer algum som reconhecível para aos pais quando faz algo que reconhece como habitual (ir à casa dos avós, ir ao parque etc..).

- A linguagem se desenvolve, sobretudo a partir dos dois anos, quando já lembram nomes de pessoas, objetos, cores, formas. Os pais já podem ler contos e a criança percebe quando eles pulam alguma página (porque se lembra da história), expressa seus sentimentos básicos e os relaciona com situações, e parece que nesse momento começa a desenvolver a memória a longo prazo.

- A partir dos 3 anos de idade a criança tem uma memória consciente desenvolvida, que lhe permitirá lembrar alguma coisa ou situação importante, inclusive até a idade adulta.

O que podemos fazer para melhorar a memória das crianças?

Podemos potencializar a memória da criança desde os primeiros dias de vida. O melhor é começar pelos sons, música, diálogo, conversar muito, ainda que a criança ainda não entenda, mas está escutando.

É muito importante acariciar o bebê. Isso o ajuda a reconhecer os limites do seu próprio corpo e as distintas sensações, toque, pressão, carícia. Todo seu corpinho está cheio de milhares de terminações nervosas que devem ser estimuladas.

A partir dos seis meses já podem mostrar contos às crianças, descrevendo as imagens e os rostos dos personagens. Podemos explicar a elas como se sentem, se estão contentes, tristes, chateados, para que reconheçam os sentimentos (base da inteligência emocional).

Desde os oito meses já reconhecem a si mesmas, por isso podemos mostrar sua imagem num espelho e também fotos de familiares, dizendo-lhes nomes, quem são as pessoas, onde estão, e ainda se era fotografia de aniversário, férias, etc.

Desde os doze meses, já podem esconder objetos para que eles encontrem, assim como brinquedos com encaixe, quebra-cabeças simples, e os jogos de memória, para desenvolver a memória visual.

bjo, bjo

 

Fonte: http://br.guiainfantil.com/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 10 de 55« Primeira...89101112...203040...Última »