30 jul 2013

Minha volta ao trabalho – diário de bordo


Mamães o texto de hoje, serve como um grande desabafo. Já escrevi aqui no Blog algumas vezes sobre o retorno das mamães ao trabalho, mas confesso que nunca pensei que este dia pudesse chegar “tão rápido”.

Com um misto de alegria e tristeza, o dia 06/08, será um grande divisor de águas em minha vida, pois deixarei o meu pequeno Be em casa e voltarei a trabalhar. Não diferente da metade da população feminina, grande parte das mulheres, hoje, trabalham fora. Sinceramente, foi difícil me convencer pois eu que sempre valorizei o lado profissional, e nunca pensei que algum dia pudesse pensar em parar de trabalhar, passei os últimos 6 meses numa completa bolha, com os sentimentos mais maravilhosos e variados que eu poderia algum dia imaginar viver.

Como a grande maioria das mamães que voltam a trabalhar a grande dúvida que passa na nossa cabeça é onde deixar nossos pequenos, quando não estivermos em casa. Hoje eu tenho uma babá que acompanha o Bernardo há aproximadamente 1 mês, ela é super dedicada e amorosa, mas a dúvida que fica é deixar o meu pequeno bolinha em casa, onde ele tem toda a infraestrutura voltada para as necessidades dele, ou colocá-lo numa creche? O Be esta com 6 meses, quando eu olho para ele, embora hoje já com 5kg e 21cm a mais do que ele nasceu parece que vejo o meu pequeno indefeso. Em casa a rotina visa o bem estar dele, horários para brincar, tomar sol, comer, tomar banho, dormir e etc… Mas numa creche, alem de toda a infra-estrutura voltada também para o bem estar deles existe a socialização que eu acredito ser importantíssima para o desenvolvimento de uma criança.

Como meu trabalho, não fica perto de casa, terei que readaptar minha rotina, de forma que eu consiga dividir meu tempo entre o  trabalho, fazer exercícios (que eu confesso que só voltei a praticar há 3 semanas) cuidar da casa, do marido e principalmente ter tempo para ficar com o Be.

Neste primeiro momento, até por conta do clima, estamos em pleno inverno em SP, optei por mante-lo em casa com a babá, e colocando na minha cabeça que assim que o verão entrar, ele vai iniciar a vida social dele.

Desejo para todas as mamães que estão passando por isso assim como eu, que tenham FORÇA pois não é fácil se desgarrar da cria.

Bjo, bjo

** Esse é o meu pequeno bolota, Bernardo… O grande amor da minha vida 😉

012


15 jul 2013

A primeira papinha


Esta semana, o Bernardo começou a comer a papinha salgada, ele que é tão bom de colher para tomar os remedinhos pensei que fosse ADORAR a sopinha, mas vc acredita que ele não gostou. Preparamos aqui em casa tudo com o maior cuidado, pensando 100% na saúde dele e nos nutrientes importantes para o seu desenvolvimento. A sopinha é feita com:

-100 gr de músculo ou peito de frango

– De 2 a 3 vegetais (cenoura, batata, chuchu, mandioquinha, abobora,beterraba…)

– 1 verde (brócolis, couve-flor, espinafre, agrião…)

e 1 colher de sobremesa de Quinoa

Então partimos para a primeira tentativa e foi bem mais ou menos, ele fazia ânsia de vômito e literalmente odiava a consistência, líquido vai bem, mas os sólidos precisam ser o mais batidinho possível.   Então comecei a bater no liquidificador ao invés de só passar pela peneira… A tentativa continua frustada preciso fazer mil piruetas, cantar todo o meu repertório de música infantil e mesmo assim ainda está difícil…  E vc´s mamães também passaram por isso, ou foi mais fácil introduzir a papinha para seus pequenos???Quem tiver boas dicas e puder compartilhar seri ótimo, pois estou bastante preocupada.

Bjo, bjo

eating baby girl


12 jun 2013

Computador faz bem para as crianças


6

O computador pode ser introduzido na Educação infantil, como meio auxiliar do processo de  aprendizagem, sendo mais uma ferramenta, entre tantas outras, ao dispor da criança e do educador.

Muitas crianças têm acesso ao computador, mas sabemos também que muitas não tem esse acesso, por viver em ambientes desfavorecidos. E é justamente aí que, a utilização do computador na educação entra será um meio de promover a igualdade de oportunidades para todas as crianças no contato com as novas tecnologias, as quais mais tarde farão parte do seu meio natural.

É necessário que tomemos consciência de que o uso dos meios informáticos é mais um recurso didático complementar, o qual deve ser usado adequadamente, no momento apropriado e integrado no projeto e atividades curriculares, respeitando, acima de tudo, as características, ritmos e diferenças de cada criança.

Benefícios da utilização do computador por crianças da educação infantil:

– contribui para o desenvolvimento global;

– ajuda a desenvolver a motricidade fina;

– estimula o raciocínio matemático;

– aumenta a criatividade;

– induz à construção de um pensamento crítico;

– ajuda na resolução de problemas;

– promove o desenvolvimento da linguagem;

– desenvolve capacidades cognitivas e sociais;

– promove ambientes colaborativos.

Críticas, relativas ao uso de computadores por crianças:

– forçam um raciocínio matemático, o qual vai inibir a liberdade da criança levando-a a comportar-se como um adulto;

– estimulam um raciocínio matemático formal e reduzido;

– o desenvolvimento de um raciocínio matemático antecipado, priva a criança de um desenvolvimento mais global;

– inibem a criatividade, a imaginação e a liberdade de experimentar;

– estimulam uma “rigidez mental”;

– levam a criança a tornar-se crítica e a ter uma visão negativa do mundo;

– implicam sérios riscos à saúde mental e física;

– induzem à indisciplina.

Os computadores, tal como outros meios e em qualquer idade, têm as suas vantagens e desvantagens, podem ser bem ou mal utilizados, tudo dependo do uso que fazemos deles.

Durante a utilização do computador, o educador deverá ter atenção a alguns aspectos importantes que preservem a saúde das crianças:

– o tempo médio de utilização não deverá ultrapassar 10 – 20 min.;

– a postura das crianças deverá ser o mais correta possível: deve estar confortável, com os pés no chão, os braços apoiados e o monitor à altura dos olhos.

O educador deverá ainda ter em conte alguns princípios didácticos básicos, para a utilização do computador no Jardim de Infância:

– não ter como objetivo o ensino da informática;

– fazer uma planificação de atividades diversificadas e de curta duração, de modo a manter a atenção e motivação da criança;

– o computador deve ser integrado com naturalidade na dinâmica de trabalho;

– diversificar as formas de atividade: em grupo, sob a orientação do educador, com a utilização de programas específicos e utilização livre de jogos ou programas criativos

Finalizando nosso assunto de hoje,a presença humana é insubstituível e a mesma, entre outros, deve contribuir para o desenvolvimento do processo de auto – aprendizagem sempre numa perspectiva lúdica: “aprende-se a brincar – brinca-se aprendendo”.

“Se tivesse que dar um único presente ao meu filho,daria um livro.

(…) É bom ter em mente que os cálculos para

a produção dos computadores que tanto nos fascinam hoje

foram feitos apenas com lápis e papel”

(Bill Gates)


10 jun 2013

Dedique mais tempo ao seu pequeno


5

Hoje em dia, muitos pais que não tem muito tempo para passar com os filhos acham que definir uma rotina de atividades para os filhos é uma demonstração de afeto e carinho.

Levar e buscar os filhos na escola, matriculá-los em aulas de judô, inglês, música e computação, e deixar as crianças irem a festinhas de amigos são atividades que muitos adultos sentiam falta na infância e acham que ao providenciar isso aos filhos, estão sendo pais presentes e amorosos. O resultado disso: mães e pais cansados com essa maratona que parece não ter fim e crianças que passam mais tempo longe dos pais do que com eles.

“A criança quer sentir-se amada pelos pais de forma individual, e não como mais um membro da família.”

E o problema não é só esse. Esses hábitos nem sempre tornam os pais mais presentes nas vidas dos filhos. Embora esses cuidados sejam importantes, pode-se compensar o tempo longe dos filhos com formas mais prazerosas e produtivas de fazer as crianças se sentirem amadas.

Um estudo recente apontou o que os filhos mais valorizam no relacionamento com os pais, a pesquisa diz que o mais importante não é a quantidade de tempo que os pais passam com as crianças e sim a qualidade do tempo. Que tal um sorriso e um abraço carinhoso no caminho da escola? Ou uma boa conversa, olhos nos olhos, sobre os acontecimentos do dia no jantar?

Outras atividades como cantar e contar histórias antes de ir dormir, brincar com elas fora de casa mais tempo, conversar sobre qualquer assunto, com tempo, calma e mostrando real interesse, aproveitar o jantar para traçar planos para o fim de semana juntos, assistir com elas seus programas favoritos, colocar na lancheira, escrivaninha, cama e banheiro mensagens carinhosas e cuidar pessoalmente de sua alimentação são algumas demonstrações de afeto que as crianças guardam na memória durante a vida inteira.

Outra dica é tratar cada filho como um indivíduo importante na família. A criança quer sentir-se amada pelos pais de forma individual, e não como mais um membro da família. Tente arranjar tempo para sair com cada uma das crianças individualmente. Sair de vez em quando com um filho de cada vez da mais liberdade para a criança se comunicar com os pais, além de aumentar a sensação de segurança e individualidade. Nesses momentos, pergunte o que cada filho gosta e que eles gostam de fazer e mostre interesse no programa.

Tente colocar esses hábitos na rotina. Esse esforço vale à pena quando percebemos que os filhos estão mais sorridentes, amigáveis e próximos de nós.


22 maio 2013

Dificuldade em matemática, física… Khan Academy


1.11

Quantas mamães vem seus filhos tendo dificuldade nas aulas de matemática, física, química ou biologia? Muitas delas, na tentativa de ajudar, levam seus filhos para aulas de reforço com professores particular, o que a maioria não sabe é que hoje existe um método gratuito que pode ser acessado de qualquer computador com acesso a Internet.

A Khan Academy é uma organização não governamental que tem como objetivo contribuir para a melhoria da educação por meio de vídeo-aulas online disponibilizadas gratuitamente. Além dos vídeos, o site conta com um módulo de exercícios e um painel que permite ao usuário acompanhar seu desempenho e o melhor todo conteúdo é livre.

O fundador da organização, Salman Khan, nasceu e cresceu em New Orleans, Estados Unidos. Formado em matemática, ciências da computação e engenharia elétrica pelo MIT, Khan começou a ensinar matemática para a sua prima Nádia em 2004 com serviços do Yahoo! Logo, outros parentes e amigos procuraram sua ajuda, tornando-se mais prático distribuir suas aulas pelo YouTube. Os vídeos se tornaram tão populares que em 2009 Khan saiu do seu trabalho para se focar integralmente no Khan Academy.

Todo este assunto que mais parece um publi-post e não é,  serve para ajudar as mamães que estejam passando por dificuldades com seus filhos nestas matérias.

Os vídeos são incríveis, super autoexplicativos além de que possuem uma metodologia de ensino que utiliza a criatividade das crianças de forma a tornar os conteúdos sempre mais interessantes.

Fica a Dica,

Bjo, bjo

Saiba mais em : http://www.fundacaolemann.org.br/khanportugues/na-midia.php

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 20 de 55« Primeira...10...1819202122...304050...Última »