25 set 2014

Tragaluz Buffet infantil


Mamães o post de hoje não é um publi editorial, mas como a grande maioria das mamães estão sempre buscando novidade para fazer as festas dos pequenos este espaço eu acho que vale a pena ser divulgado.

O Espaço Tragaluz aproveita seu grande quintal ao ar livre para estimular a interação entre as crianças e a natureza, assimilando também tecnologia e modernidade.

O RESULTADO É UM AMBIENTE SUPERCONFORTÁVEL, AGRADÁVEL, DIVERTIDO E MUITO SEGURO:

ÁREA AO AR LIVRE com 200 m² de cobertura retrátil e proteção de raios UV.

MATERIAIS resistentes que não propagam fogo.

DECK DE MADEIRA PLÁSTICA, feito com plástico reciclado.

GRANDE SALÃO DE ENTRADA sob telhado verde.

REUTILIZAÇÃO DE ÁGUA DA CHUVA.

ATELIÊ: sala de artes, música, biblioteca, fantasias, desenvolvimento de atividades lúdicas e artísticas com crianças de todas as idades.

JARDIM BRINCANTE, com bancada gastronômica, cama elástica e casinha, deck central para apresentações, pátio com horta, brinquedos espalhados por todo lado, piscina de bolas, quadra de esportes, escorregador e também um espaço só para aventuras, com arvorismo, tirolesa, escalada na árvore e até uma toca secreta.

CASA com fraldário, sala de estar com sofás e bar para os adultos.

Ele fica na Rua Santa Justina, 496 – Vila Nova Conceição, São Paulo – SP - (11) 2649-5025

Mamães eu fui numa festinha lá e confesso que me apaixonei pelo lugar, para quem quiser mais informação clique aqui! 

Bjo, bjo

tragaluz-3

tragaluz-4

tragaluz-6

tragaluz-9

tragaluz-10

tragaluz-17

tragaluz-2

tragaluz-20


23 set 2014

Livros para mamães, educar um pequeno não é fácil!


Mamães, há alguns meses venho recebendo e-mails solicitando dicas de livros para ajudar as mamães na árdua tarefa de educar seus pequenos. Confesso que com o trabalho e o Be, mal me sobra tempo para as atividades rotineiras e ler então está difícil. Mas um dos blogs que gosto muito Just Real Moms, fez um artigo falando de alguns destes livros e resolvi compartilha-los com vc´s.

A ciência dos bebês – da gravidez aos 5 anos, como criar filhos inteligentes e felizes

Autor: John Medina

Editora: Zahar

livro 1

O autor John Medina aliou seu conhecimento científico e sua vivência de pai para escrever “A ciência dos bebês – da gravidez aos 5 anos, como criar filhos inteligentes e felizes”. Ele  revela como as mais recentes descobertas nas áreas da neurociência e da psicologia podem ajudar nessa difícil e maravilhosa tarefa de educar os filhos. Através de uma linguagem simples e exemplos divertidos, Medina explica como o cérebro do bebê se desenvolve e o que fazer para otimizá-lo. O que os pais fazem antes, durante e depois do nascimento será determinante para a felicidade de seus filhos.

Crianças francesas não fazem manha

Autor: Pamela Druckerman

Editora: Fontanar

 livro 2

 Tidos como crianças educadas, quietas em público – verdadeiro sonho de consumo de muitas mães e pais – as crianças francesas estão na moda. O ponto principal, é que as francesas buscam não alterar sua vida com a chegada do bebê, e isso faz parte da cultura deles. Depois que os filhos chegam nas casas das mães francesas, nada é diferente: as crianças aprendem a esperar desde bem pequenas. Tudo ok se chorarem e espernearem, elas não ganham nenhuma atenção a mais por isso. Os pais não se ajustam à chegada do bebê, é o bebê quem se ajusta à vida do casal ou família.

Grito de guerra da mãe-tigre

Autor: Amy Chua

Editora: Intrínseca

 Captura de Tela 2013-03-12 às 10.33.32

 “Grito de guerra da mãe-tigre” expõe o choque das visões do mundo oriental e ocidental no que diz respeito à criação dos filhos. Mas é basicamente a história das expectativas de uma mãe em relação às duas filhas e os riscos que está disposta a enfrentar para investir no futuro de ambas. Encantador, divertido e provocante,  um livro único que traz a história incontestavelmente honesta, muitas vezes engraçada e sempre instigante de uma mãe radical. Por se opor de maneira drástica à indulgência dos pais ocidentais, Amy Chua tomou a decisão de criar as filhas, Sophia e Lulu, à moda chinesa.

 A culpa é da mãe

Autora: Elizabeth Monteiro

Editora: Summus

livro 3

 Neste livro emocionante, a psicoterapeuta Elizabeth Monteiro relata suas experiências – muitas vezes desastradas – como mãe de quatro filhos. Ela mostra que as mães, independentemente da geração, erram. Mas não devem se sentir culpadas por isso.

Quantas mulheres enfrentam o desafio de ser mãe sem ter aquele sentimento de fracasso e culpa rondando 24 horas por dia? Afinal, viver entre brigas, choros, fraldas, chupetas, além de cuidar da casa, do marido e dar conta do trabalho, não é bem o “paraíso”. É um cotidiano tão estressante que é raro encontrar uma mãe confiante e tranquila sobre o seu papel. A autora sentencia: a maternidade pode ser menos árdua e mais prazerosa. Para isso, as mães devem se permitir fazer o que consideram melhor para si e para seus filhos sem se guiar por regras ou modelos que, na maioria das vezes, não se adaptam ao seu modo de ser e à sua dinâmica de vida.

Eu vou começar pelo “Crianças Francesas não fazem manha” , já comprei e esta semana será minha leitura noturna, visto que estarei a semana fora a trabalho. Ou melhor “A Culpa é da mãe” já que estou me sentindo mega culpada de ter deixado meu pequeno em casa, tendo saído de uma virose. Bem acho que vou ter que ler os dois ;)

Bjo, bjo


22 set 2014

Herpangina, vc sabe o que é? Você pode confiar no seu médico?


Mamães, esta semana tive o maior susto, meu pequeno Be apareceu com 38,5 de febre do nada, ele estava muito bem num dia brincando e correndo para todo lado e no outro dia, acordou com um febrão sem querer comer e só queria ficar no colo. Como uma mãe de primeira viagem que logo se apavora, liguei para o médico e marquei uma consulta de urgência. => Este post tem dupla função a primeira, é descrever um pouco o que é a herpangina e a segunda é alertar para o mal serviço dos médicos.

Fui no consultório do pediatra do Be que não estava em SP e por isso fui atendida pela médica substituta, tentei marcar com o irmão dele mas a secretária me disse que não tinha como ver o Bernardo e o máximo que conseguiria era me agendar com a médica que estava substituindo o meu pediatra oficial.

Então com o quadro do Bernardo, não escolhi muito peguei o pequeno e fui para o consultório, lá assim que a médica o viu disse que ele estava com síndrome do pé, mão, boca também chamado de vírus cosxackie. (A síndrome leva esse nome, pois a sua característica é a presença de feridas avermelhadas na planta dos pés, mãos e interior da garganta.) Até então ok, fiquei morrendo de peninha mas ela me disse que em até 5 dias o Bernardo estaria bem. Foi então que ao final da consulta fiquei muito assustada, ela me receitou Alivium 100mg + Novalgina kids por conta das dores e da febre e uma mistura de 5mg de Polaramine + 5 mg de Mylanta Plus… GENTEEEEE, como assim, ela acaba de me dizer que meu pequeno está com um vírus que deixa a boca cheia de feridinhas e quer receitar POLARAMINE (anti alérgico)?!?!?

É claro que sai de lá e rapidamente marquei um segundo pediatra, se  muitas das minhas amigas me vissem fazendo isso diriam que sou neurótica!! No final da tarde fui novamente em outro pediatra, o que acompanha o Bernardo desde bebê e ele me disse Fernanda, Bernardo está com Herpangina ( doença que pode ocorrer com mais frequência na estação do verão, e se caracteriza por lesões vesiculosas e ulcerativas na boca das crianças, afetando o paladar (língua), a faringe, as amídalas, etc. A criança menor de 5 anos, poderá apresentar febre alta, vômitos, diarréia, dor de garganta e muita babação. A duração desses sintomas é de 2 a 7 dias, aproximadamente) e precisa esperar até 5 dias para melhorar… De para ele novalgina de 6 em 6h pois ele deve estar além da febre dor no local e é por isso que está babando tanto, pois não consegue engolir a saliva. Ai eu lógico que questionei sobre a indicação de Polaramine, como fiquei sem graça de dizer que eu havia ido em outro pediatra, disse que havia passado no PA do Einstein e que me receitaram isso. Ele disse que não tem nada haver este diagnóstico e o Polaramine quando muito só serviria para deixar o Bernardo dopado com sono. 

Mamães, este post serve como alerta, sempre que ouvirem algo de seus médicos que não concordarem, busquem informação na WEB e de preferencia uma segunda opinião, no meu caso foi o melhor que fiz.. Be está no segundo dia, ainda muito irritado, sem querer comer, mas graças a Deus sem febre. Cuidem, pois está tendo um surto deste vírus aqui em SP, DF, BH, CE e BA. Se puderem optar por não deixar seus pequenos em lugares com muita gente e fechado, tipo brinquedotecas de shopping e tal, evitem, para o bem deles, pois esta doença é bem chatinha.

Para maiores esclarecimentos sobre a HERPANGINA clique aqui!

herpangina-1

Bjo, bjo

 


18 set 2014

Orientace Pedagogia – Curso para capacitação de babás


1

Mamães, vocês já ouviram falar da Orientace, Pedagogia e orientação familiar? A Orientace é uma empresa que enxerga a educação com suas múltiplas facetas e promove um trabalho direcionado a todos os envolvidos neste processo. Para cada um dos participantes elas tem um formato que abrange dos pais aos filhos incorporando inclusive as babás. 

Pais: auxiliando-os na resolução de dúvidas relativas às situações mais comuns do dia a dia na educação de seus filhos;

Babás: qualificando-as para cuidar adequadamente das crianças;

Professores e Recreadores: assessorando-os e otimizando a atuação pedagógica;

Crianças: oferecendo três opções de cursos: Fazendo Arte, Brincadeiras Cantadas e Corpo em Movimento. 

E o que mais me chamou a atenção foi o curso para qualificação das babás, pois sabendo que as babás são coadjuvantes na educação das crianças, é fundamental orientá-las com relação aos seguintes aspectos: rotina, alimentação, opções de brincadeiras, estímulos, afetividade, posturas da profissional, higiene e linguagem.

A Orientace oferece duas opções de curso de Capacitação de babás, de acordo com a faixa etária de seu filho: 0 a 2 anos e 2 a 6 anos. O curso é ministrado por instrutoras formadas em Pedagogia. Ele ocorre na casa do cliente, em três aulas de aproximadamente quatro horas cada.

No curso para crianças de 0-2 anos de idade são abordados:

1. O que é ser babá?

2. Aspecto estético da babá

3. Aspecto comportamental da babá

4. Organização e arrumação dos materiais das crianças

5. Características do bebê

6. Fases do desenvolvimento de crianças de 0-2 anos e idade e estímulos adequados

7. Shantala

8. A babá como ajudante na boa alimentação da criança

9. Aspectos pedagógicos da profissão de babá

10. Segurança infantil

11. Brincadeiras

12. Histórias

13. Montando uma rotina adequada e interessante para as crianças

No curso para crianças de 2-6 anos de idade são abordados:

1. O que é ser babá?

2. Aspecto estético da babá

3. Aspecto comportamental da babá

4. Aspectos organizacionais da profissão de babá

5. A babá como ajudante na manutenção dos hábitos de higiene

6. A babá como ajudante na boa alimentação da criança

7. Aspectos pedagógicos da profissão de babá

8. Segurança infantil

9. Brincadeiras

10. Histórias

11. Montando uma rotina adequada e interessante para as crianças

Eu adorei a dica e já estou entrando em contato para saber mais informações, acessem o site da Orientace AQUI

Bjo, bjo


17 set 2014

Que falta a internet faz nos dias de hoje! Diário de bordo


Este final de semana fui para  Fazenda Boa Vista que fica na Rodovia Castelo Branco há uns 110KM de São Paulo. Uma grande amiga convidou a mim e mais três amigas, com seus pequenos para um final de semana.

A experiencia foi indescritível, primeiro porque a Fazenda é incrível a vegetação, arquitetura, paisagem é de um bom gosto tremendo. Tudo bem cuidado e num capricho que vc percebe a cada lugar. Os espaços para as crianças, são ótimos, o espaço Kids tem uma brinquedoteca com monitores, piscina aquecida, campinho, pula-pula e uma área enorme para a criançada correr, a fazendinha cheia de bichinhos, o Bernardo ficou louco e queria esmagar o coelinho de tanto que ele achou fofo..

No entanto, um pouco fora do script foi o acesso a web, diante da modernidade e até mesmo do vício dos dias atuais, o telefone não pegava e a internet então nem se fala. Nós que sempre muito acostumadas a ficar conectadas o tempo todo, seja nas mídias sociais, e-mails e tal não conseguíamos nenhum sinal. Nas primeiras 24 horas confesso que para mim, foi meio esquisito, estou habituada a checar meus e-mails quase que a toda hora, postar fotos no FB ou no Instagram e nada disso era possível.

Como é estranho não podermos contar com a tecnologia, a quantidade de informação que chegava até nós era apenas as do local, da natureza que é belíssima, dos nossos pequenos com suas gracinhas e descobertas e as fofocas e as fofocas entre amigas.

Engraçado como as relações interpessoais ficaram comprometidas com esta quantidade enorme de informação que chega até nós o tempo todo, principalmente vinda da internet. É perceptível o quanto se perde com isso, pois cada vez menos as conversas e contato pessoal existe.

Depois de quase 72 horas assim, acredito que a grande maioria de nós tenha até achado bom, afinal conseguímos interagir o tempo todo, mas que é estranho é.

Este tema vale para pensarmos em como a tecnologia afasta as pessoas!!

Veja algumas fotos da Fazenda, Vale muito a pena conhecer!!

Bjo, bjo

301

304

314

325

326

341

362

363

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 11 de 246« Primeira...910111213...203040...Última »