30 nov 2010

Até quando a chupeta é saudável?


Seja na hora de dormir ou apenas para conter a manha, a maioria das crianças não vive sem chupeta.  Além, é claro, das que preferem o dedo.  A Dr. Michelle de O. Arruda explica que o ato de chupar o dedo é extremamente prejudicial.  “O aconselhável é optar pelas chupetas ortodônticas – que possuem formato semelhante ao do seio materno – desde os primeiros dias de vida. A sucção é importante, pois ajuda a satisfazer as necessidades psicológicas e nutricionais.

É preciso, apenas cuidar para não transformar a chupeta num vício prejudicial à mastigação, respiração, fala e posição dos dentes. Usá-la para calar o bebê não é uma boa idéia. Assim que ele adormecer, as mamães devem tirá-la da boca dos filhos. “ Alem disso, usar a chupeta por mais de dois anos pode prejudicar o desenvolvimento das arcadas”, Finaliza a especialista.

** este texto foi retirado da weekenddestaque


30 nov 2010

20 dicas de Anne Geddes para você tirar lindas fotos!


Á pedidos à fotógrafa Anne Geddes, mundialmente famosa por suas fotos de bebê, deu dicas sobre como tirar fotografias de crianças pequenas. Os toques e truques dela vão ajudar, e muito, você a guardar lembranças dos seus pequenininhos para o resto da vida!!

Seja original
Não tente reproduzir imagens como as minhas. Elas foram feitas depois de horas de preparação, no ambiente cuidadosamente controlado do meu estúdio, onde conto com a ajuda de uma equipe inteira de profissionais.

Esteja sempre a postos
Tenha a câmera sempre à mão. Quanto mais acostumado seu bebê estiver à máquina, mais naturais as fotos serão, porque o bebê não vai estar curioso com o equipamento. E, com a máquina fotográfica a postos, você estará sempre pronto para aqueles momentos espontâneos que são tão especiais.

Leve em conta o fundo
Mantenha o fundo simples, para que seu bebê seja o personagem principal da foto.

Mude sua perspectiva
Para um ponto de vista mais pessoal, abaixe-se até ficar com os olhos no mesmo nível dos olhos do seu bebê.

Pense na preparação
Tenha certeza de que seu bebê está numa posição segura, alimentado, alegre e confortável, para que você possa garantir imagens bem legais.

Escolha o melhor momento
Prefira o horário do dia em que seu bebê está mais alegrinho. Cada bebê é diferente.

Que se faça a luz
Adoro usar luz natural. A imagem sempre fica melhor quando se usa uma luz suave que venha de uma janela, do que quando se usa o flash da câmera.

De manhãzinha ou à tardinha
Se você vai fotografar ao ar livre, procure tirar proveito da luminosidade do começo da manhã ou do fim da tarde. O sol do meio-dia não deixa ninguém sair bem na foto, e pode ser muito forte para a pele tão delicada do seu bebê.

Não exagere no gasto
Você não precisa de uma máquina cara para tirar uma ótima foto, porque a melhor imagem começa dentro do seu coração, inspirada pelo bebê.

Aposte no espontâneo

As fotos mais lindas do seu bebê muito provavelmente serão as menos ensaiadas, e as mais espontâneas.

Esqueça os acessórios
Não precisa inventar muito (nada de pôr o bebê no vaso, por favor!). O que interessa mesmo não é o cenário ou a montagem, e sim a lindeza que é o seu bebê.

Busque um sentido
Tire fotos em locais que signifiquem alguma coisa para você. Faça da fotografia uma coisa bem pessoal; o impacto será ainda mais profundo.

Eles crescem muito rápido
Lembre-se de que bebezinhos ficam assim tão pequenos por pouquíssimo tempo. Pode ser que você não acredite nisso agora, mas você vai se esquecer de como seu bebê era pequeno logo no começo. Por isso, tente mostrar o tamanho do bebê em relação àquilo que o cerca. Por exemplo, as imagens da mão de um bebê na mão de alguém da família são muito tocantes, porque captam esse sentido de escala.

Use o contexto
Procure transmitir também uma noção de localização. Você pode até achar que sempre vai se lembrar da história por trás da imagem, mas nem sempre é assim, especialmente conforme mais coisas maravilhosas vão acontecendo enquanto seu bebê cresce. Se você usar um pano de fundo que crie um cenário, vai ser mais fácil se lembrar da história quando a imagem for vista anos depois.

Entre na foto
Sim, tente se incluir no máximo de fotos possível. Seus filhos vão querer saber como você era “naquela época”, quando eles eram só recém-nascidos e à medida que foram crescendo. Eles vão agradecer se você fizer isso!

Salve, grave, guarde
Gosto de trabalhar tanto com imagens digitais quanto com filme. Com as imagens digitais, procure baixá-las regularmente de sua câmera, salvando-as em arquivos separados por meses enquanto seu bebê é pequeno (as mudanças acontecem bem rápido nos primeiros anos).

Organize-se
Quando salvar suas imagens, tente dar um nome a ela que ajude você a encontrá-la depois, para colocar num porta-retrato ou fazer um fotolivro ou convite. Em vez de “Ana – férias”, tente “Ana – 6m boné”, ou algo que seja fácil de lembrar, para que você a localize com mais rapidez dali a alguns meses ou anos.

Faça cópias de reserva
Sempre, sempre faça cópias de segurança (back up) de suas imagens digitais. Elas são tão valiosas e insubstituíveis quanto os negativos.

Tente um vídeo
Experimente usar o recurso de sua câmera fotográfica que grava vídeos curtos. São “pequenos” momentos de espontaneidade que vão ser lembranças mais que preciosas.

Use a tecnologia
Você já experimentou os novos porta-retratos digitais, aplicativos disponíveis para as telas tipo iPad, ou os recursos do Flickr? São todas ótimas maneiras de compartilhar imagens tão importantes com sua família, de abrir álbuns com o toque do dedo, procurar a foto favorita em meio a várias miniaturas, reproduzir e mostrar apresentações de slides, organizar grupos de fotos, marcar tags dependendo da localização da foto, escolher as imagens favoritas, fazer comentários sobre elas, e muito mais.

** Este texto foi escrito para o site babycenter Brasil.

Estas imagens já dizem mais que 1000 palavras!!!
Aproveitem,

bjo bjo


29 nov 2010

20 dicas de Anne Geddes para você tirar lindas fotos!


Á pedidos à fotógrafa Anne Geddes, mundialmente famosa por suas fotos de bebê, deu dicas sobre como tirar fotografias de crianças pequenas. Os toques e truques dela vão ajudar, e muito, você a guardar lembranças dos seus pequenininhos para o resto da vida!!

Seja original
Não tente reproduzir imagens como as minhas. Elas foram feitas depois de horas de preparação, no ambiente cuidadosamente controlado do meu estúdio, onde conto com a ajuda de uma equipe inteira de profissionais.

Esteja sempre a postos
Tenha a câmera sempre à mão. Quanto mais acostumado seu bebê estiver à máquina, mais naturais as fotos serão, porque o bebê não vai estar curioso com o equipamento. E, com a máquina fotográfica a postos, você estará sempre pronto para aqueles momentos espontâneos que são tão especiais.

Leve em conta o fundo
Mantenha o fundo simples, para que seu bebê seja o personagem principal da foto.

Mude sua perspectiva
Para um ponto de vista mais pessoal, abaixe-se até ficar com os olhos no mesmo nível dos olhos do seu bebê.

Pense na preparação
Tenha certeza de que seu bebê está numa posição segura, alimentado, alegre e confortável, para que você possa garantir imagens bem legais.

Escolha o melhor momento
Prefira o horário do dia em que seu bebê está mais alegrinho. Cada bebê é diferente.

Que se faça a luz
Adoro usar luz natural. A imagem sempre fica melhor quando se usa uma luz suave que venha de uma janela, do que quando se usa o flash da câmera.

De manhãzinha ou à tardinha
Se você vai fotografar ao ar livre, procure tirar proveito da luminosidade do começo da manhã ou do fim da tarde. O sol do meio-dia não deixa ninguém sair bem na foto, e pode ser muito forte para a pele tão delicada do seu bebê.

Não exagere no gasto
Você não precisa de uma máquina cara para tirar uma ótima foto, porque a melhor imagem começa dentro do seu coração, inspirada pelo bebê.

Aposte no espontâneo

As fotos mais lindas do seu bebê muito provavelmente serão as menos ensaiadas, e as mais espontâneas.

Esqueça os acessórios
Não precisa inventar muito (nada de pôr o bebê no vaso, por favor!). O que interessa mesmo não é o cenário ou a montagem, e sim a lindeza que é o seu bebê.

Busque um sentido
Tire fotos em locais que signifiquem alguma coisa para você. Faça da fotografia uma coisa bem pessoal; o impacto será ainda mais profundo.

Eles crescem muito rápido
Lembre-se de que bebezinhos ficam assim tão pequenos por pouquíssimo tempo. Pode ser que você não acredite nisso agora, mas você vai se esquecer de como seu bebê era pequeno logo no começo. Por isso, tente mostrar o tamanho do bebê em relação àquilo que o cerca. Por exemplo, as imagens da mão de um bebê na mão de alguém da família são muito tocantes, porque captam esse sentido de escala.

Use o contexto
Procure transmitir também uma noção de localização. Você pode até achar que sempre vai se lembrar da história por trás da imagem, mas nem sempre é assim, especialmente conforme mais coisas maravilhosas vão acontecendo enquanto seu bebê cresce. Se você usar um pano de fundo que crie um cenário, vai ser mais fácil se lembrar da história quando a imagem for vista anos depois.

Entre na foto
Sim, tente se incluir no máximo de fotos possível. Seus filhos vão querer saber como você era “naquela época”, quando eles eram só recém-nascidos e à medida que foram crescendo. Eles vão agradecer se você fizer isso!

Salve, grave, guarde
Gosto de trabalhar tanto com imagens digitais quanto com filme. Com as imagens digitais, procure baixá-las regularmente de sua câmera, salvando-as em arquivos separados por meses enquanto seu bebê é pequeno (as mudanças acontecem bem rápido nos primeiros anos).

Organize-se
Quando salvar suas imagens, tente dar um nome a ela que ajude você a encontrá-la depois, para colocar num porta-retrato ou fazer um fotolivro ou convite. Em vez de “Ana – férias”, tente “Ana – 6m boné”, ou algo que seja fácil de lembrar, para que você a localize com mais rapidez dali a alguns meses ou anos.

Faça cópias de reserva
Sempre, sempre faça cópias de segurança (back up) de suas imagens digitais. Elas são tão valiosas e insubstituíveis quanto os negativos.

Tente um vídeo
Experimente usar o recurso de sua câmera fotográfica que grava vídeos curtos. São “pequenos” momentos de espontaneidade que vão ser lembranças mais que preciosas.

Use a tecnologia
Você já experimentou os novos porta-retratos digitais, aplicativos disponíveis para as telas tipo iPad, ou os recursos do Flickr? São todas ótimas maneiras de compartilhar imagens tão importantes com sua família, de abrir álbuns com o toque do dedo, procurar a foto favorita em meio a várias miniaturas, reproduzir e mostrar apresentações de slides, organizar grupos de fotos, marcar tags dependendo da localização da foto, escolher as imagens favoritas, fazer comentários sobre elas, e muito mais.

** Este texto foi escrito para o site babycenter Brasil.

Estas imagens já dizem mais que 1000 palavras!!!
Aproveitem,

bjo bjo


28 nov 2010

Cuidados com os dentinhos do bebê


Ao contrário do que muita gente pensa, os cuidados com a higiene bucal do bb devem começar a partir do nascimento.

Amamentar o filho é o primeiro passo para deixa-lo com a saúde oral sempre em dia. “O leite materno possui nutrientes e anticorpos necessários ao recém-nascido. Além disso, o ato de sugar o seio ajuda a desenvolver os maxilares e exercitar a musculatura estimulando o crescimento adequado da face”, explica a especialista em odontopediatria Michelle de O. Arruda.

A higienização deve ser feita antes do nascimento do primeiro dentinho. É indicado fazer o uso de dedeiras ou até envolver o dedo numa gaze. “ Esse procedimento é feito para estimular a mucosa bucal. A limpeza em si pode ser realizada uma vez por dia para remover o excesso de leite estagnado na boca”, diz.
Primeiro o dente nasce, em média entre 6 e 8 meses de idade. A partir da primeira erupção dentária, o uso da escova dental se faz necessário. Para escolher o melhor produto opte por escova que tenha as cerdas macias e arredondadas com a cabeça pequena.

Muitos pais acreditam que os dentes de leite não correm riscos de cáries e outras doenças causadas pela má higiene. “ Crianças que apresentam problemas nessa fase têm mais chance de desenvolver cáries nos dentes permanentes”, afirma Michelle.

O surgimento de bactérias não acontece apenas por conta da flata de higiene na boca. Os pais podem contaminar os filhos com hábitos simples. “ Dar beijo na boca do bb, assoprar alimentos ou usar o mesmo talher pode facilitar a transmissão de bactérias causadoras da cárie”, afirma.

Crianças com o acompanhamento odontológico têm mais chance de chegar à idade adulta sem cáries. Ensinar os filhos a cuidar dos dentes é a melhor maneira de ter higiene bucal pela vida toda. Higiene associada a bons hábitos alimentares deixam qualquer sorriso mais bonito.

* Entrevista retirada do jornal weekenddestaque


28 nov 2010

Look – Boys


Há dias venho recebendo e-mails pedindo dicas para looks de meninos… Dei uma vasculhada geral e confesso que não achei tão difícil deixar seu baby na moda!!!
?????????????

???????????????

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 242 de 250« Primeira...102030...240241242243244...250...Última »