11 dez 2013

Vem chegando o verão…


bebe3

Mamães o verão está chegando e com isso os cuidados com nossos pequenos precisam redobrar… Com esta prévia de calor que estamos tendo aqui em São Paulo, já podemos imaginar que o calor não será brincadeira não. Grande parte das mamães, normalmente se preparam para esta estação comprando roupas mais leves, redobrando a quantidade de liquido que se dá para o pequeno por dia, bem como diminuindo a exposição ao sol em horários entre 10: 00 e 16:00 da tarde.

Abaixo vc´s poderão visualizar muitas dicas para fazerem com que seus pequenos se sintam muito bem durante a estação mais quente do ano.

Aproveite, Bjo, bjo

 

Vista o bebê com tecidos leves e fibras naturais, de preferência algodão
Tecidos fresquinhos são além de tudo confortáveis. Evite roupas feitas de fibras sintéticas, porque elas retêm o calor e incomodam o bebê. Podem causar até brotoejas e assaduras. Não deixe o sol bater direto na pele delicada da criança por longos períodos, especialmente se ela ainda for muito novinha.Os pediatras costumam recomendar o uso de filtros solares a partir dos 6 meses. Use o tipo recomendado pelo médico, pois há grandes variações na composição química desses produtos. Chapéus não podem ser apertados, e precisam ter as abas largas. Chapéus ou bonés com elástico podem atrapalhar a circulação do sangue.

Fique à sombra ou dentro de casa nos horários mais quentes
Quando o bebê é pequeno, o melhor é ficar em ambientes cobertos nas horas de mais calor. Se você precisa sair no sol, proteja bem a criança. Para passeios ao ar livre, prefira o começo da manhã ou o final da tarde. Tire colchõezinhos ou colchas do carrinho para a temperatura dentro dele não suba demais.

Deixe a criança algum tempo sem fralda
Se estiver muito quente, deixe o bebê pelado. Pode ser na hora de uma soneca da tarde, por exemplo, num lugar de fácil lavagem para o caso de ele fazer xixi ou cocô. O suor se acumula nas áreas plásticas da fralda descartável e causa irritações como a brotoeja e a assadura. Você pode até tentar usar fraldas de pano, se a pele do seu filho estiver irritada demais.

Dê muito líquido.
Nos dias de calor intenso, amamente o bebê com mais frequência. No caso de crianças maiores, dê bastante água, suco de fruta e água de coco.Bebês de menos de 6 meses que mamam no peito não precisam tomar água, mesmo no calor. Estudos já mostraram que, desde que os bebês sejam amamentados quando pedem, eles não ficam desidratados.No calor, os bebês tendem a solicitar mais o seio, e o leite materno, composto basicamente de água, é suficiente para hidratá-los. Com idas ao seio frequentes, os bebês recebem mais o leite anterior, que é mais leve e refrescante que o leite posterior, mais rico em calorias e gordura.

Para bebês que tomam fórmulas lácteas, pode-se dar água na mamadeira – sempre previamente fervida e resfriada.

Não dê água, sucos, sorvetes e picolés de procedência duvidosa. 
Não dê ao bebê alimentos não industrializados, especialmente os comprados de vendedores ambulantes. Carregue sempre consigo a água para o bebê. Cuidado também se for transportar alimentos como a sopinha. No calor, a comida pode se deteriorar rápido.Caso seu filho tome fórmula de leite em pó, só prepare a mamadeira na hora do uso e utilize-a dentro de, no máximo, uma hora. Se você for sair, leve a água para a mamadeira ou use água mineral de procedência conhecida, e carregue o pó separado

Reduza o uso de óleos ou cremes no bebê.
Se estiver muito quente, óleos infantis usados para massagem podem colaborar para o surgimento de dermatite ou brotoejas se não forem bem retirados no banho. Não use cremes hidratantes em excesso e, se o bebê for sair no sol, evite cremes antiassaduras dentro da fralda, para permitir que a pele respire melhor. (Boa Dica :) )

Evite o talco.
Muitas mães passam bastante talco nos bebês depois do banho para mantê-los frescos. Na verdade, o contato do talco na pele molhada pode causar irritação e desconforto. Além disso, as partículas do pó do talco são tão finas que podem entrar no pulmão da criança, causando problemas graves.Se mesmo assim você quiser passar talco, use pequenas quantidades, sem provocar “fumaça”, e mantenha o recipiente sempre longe das mãozinhas do bebê. Uma alternativa mais segura é a maisena, que tem partículas maiores, não tão prejudiciais. A tradição de colocar maisena na água do banho também é uma boa opção.

Deixe o bebê se refrescar brincando com água
O calor é a estação ideal para deixar o bebê brincar com água. Desde o momento em que o bebê já sentar com firmeza, você pode colocá-lo na banheirinha ou em uma piscininha inflável com um fundo de água e brinquedos. Isso pode ser feito tanto ao ar livre quanto dentro de casa. Mas não deixe a criança nem um segundo sozinha.Para frequentar a piscina, converse com o pediatra. Há aulas de natação junto com os pais para crianças a partir de 3 meses, mas alguns pediatras preferem esperar até pelo menos 6 meses para reduzir o risco de otites (infecções no ouvido). Fique atenta às condições de higiene da piscina.

Cuidado com o ar condicionado. 
Se você tem ar condicionado em casa, desligue-o na hora do banho e só volte a ligá-lo quando a criança estiver totalmente vestida e com o cabelo seco. Se o bebê for ficar em ambiente com ar condicionado o dia inteiro, é melhor vesti-la com roupas mais fechadas. Também não deixe o aparelho ligado muito em cima do bebê.

Não deixe seu filho usar óculos de plástico sob o sol.
A passagem da luz solar por óculos de plástico transparente colorido pode prejudicar os olhos do bebê. Óculos escuros infantis têm de ter proteção contra os raios ultravioletas do sol. Na dúvida, é melhor não usar.

 

Fonte: babycenter


10 dez 2013

O primeiro aniversário


q

Mamães, o aniversário do Bernardo está chegando, faltam praticamente 2 meses e já estou entrando em surto. Por ser o seu primeiro aniversário, e ele ainda entender pouco, minha intenção não é a de gastar muito, afinal este tipo de festa agrada bem mais os adultos do que as crianças…

Ando buscando ajuda para chegar a um bom custo benefício, vejam abaixo algumas ideias para organizar uma comemoração barata, mas  sem economizar em diversão.

Faça a festa em casa

Comemorar o aniversário de seu filho em um buffet infantil tem inúmeras vantagens: você não precisa pensar na preparação da comida nem na limpeza do salão. Mas em troca terá que pagar caro por esses serviços, sem contar gastos adicionais que podem aparecer depois que a festa acabar.

Fazer a festa em casa ou no salão de festas do prédio, por mais trabalhoso que seja, também tem seu lado bom: não há um limite de horário nem uma ordem rígida para as atividades.

Se você mora em apartamento, mas seu prédio não tem um salão de festas bom, combine com alguma amiga ou um parente que tenha e que possa alugar para você. E, claro, não se esqueça de garantir que todos os preparativos e a limpeza sejam por sua conta.

Vá com calma também na decoração. Mesas grandiosas e arcos de bexigas são bonitos, mas já são tão comuns nas festinhas de aniversário que quase não são notados. Um bolo bonito, uma toalha colorida e enfeitinhos nas mesas já fazem bastante vista, e você não precisa alugar uma megadecoração profissional. Use sua criatividade e divirta-se!

Uma dica é usar os próprios brinquedos da criança para compor a mesa. Já notou como os enfeites alugados muitas vezes usam brinquedos de verdade?

Se for época de tempo bom, você pode até organizar a festa em um parque ou em uma pracinha. Basta fazer uma “cerca” com faixas e bexigas. Só verifique se o parque onde você pretende fazer a festinha exige autorização prévia.

Pense bem na lista de convidados

Pense muito bem sobre quem você deseja convidar e resista à tentação de chamar mais gente na última hora. Quando você organiza uma festa, é normal sentir que você tem que convidar todos os seus amigos e todos que também convidaram você recentemente, mas, quanto mais pessoas vierem, maiores serão os gastos.

Talvez alguns de seus amigos, mesmo os mais próximos, não fiquem muito animados com a ideia de passar a tarde ouvindo música infantil e gritos de crianças. Por isso, mantenha na lista apenas aquelas pessoas que você sabe que vão curtir a festa.

Uma boa dica é pensar o quanto você pode e quer gastar com cada convidado e não sair dessa margem de orçamento.

Outra opção é restringir os convidados da festa a famílias que tenham crianças. Se você quer compartilhar sua alegria com o resto dos parentes (como tias e tios mais velhos), convide-os, aos poucos, para tomar um cafezinho na sua casa em um dia mais tranquilo, ou faça uma visita. Eles vão ter mais tempo para curtir a criança do que na balbúrdia da festa.

Não se complique com a comida

A comida é essencial em qualquer comemoração, mas isso não significa que você tenha que servir um banquete. Uma festa pode ser ótima apenas com sanduíches, docinhos gostosos e bebidas refrescantes.

Se você gosta de cozinhar, vá preparando os salgadinhos com bastante antecedência e congele-os bem embalados, com data, no freezer. O ideal é preparar salgadinhos que possam ser esquentados no forno. Recheios para sanduíches também podem ser preparados com antecedência e congelados.

Cachorro-quente e pizzinha sempre fazem muito sucesso e não são caros. Você pode comprar versões congeladas com antecedência para ir suavizando os pagamentos e não concentrar todas as despesas no mês da festa.

O mesmo vale para as bebidas: vá comprando aos poucos, antes da festa, para diluir os gastos.

Uma boa ideia é comprar salgadinhos, doces e bebidas em uma loja por atacado, que costuma ter melhor preço.

Planeje atividades à moda antiga

As crianças pequenas adoram brincadeiras de correr, como aquela da “dança das cadeiras”, e podem se divertir muito mais assim do que assistindo a um show de mágica ou a um teatrinho.

Outras brincadeiras clássicas, como o “rabo-do-burro”, nunca saem de moda. Pergunte aos mais velhos como eles se divertiam brincando de corrida de saco nas festas de antigamente!

Uma “caça ao tesouro” também poderá manter as crianças mais velhas entretidas por um bom tempo. Não complique: embale uma caixa de sapatos com papel preto para fazer um baú. Encha-o com dinheiro de brinquedo e moedas de chocolate, esconda-o e dê um mapa às crianças.

Para encompridar a brincadeira, espalhe mais algumas pistas pelo local da festa, sendo que cada pista indica a próxima. As crianças adoram!

Crianças sempre arrumam um jeito de se divertir, mesmo que não haja atividades organizadas. Arranje alguns brinquedos do seu filho em um cantinho e deixe à disposição para os convidados brincarem.

Se você achar que precisa alugar um brinquedo maior, escolha o mais adequado para a faixa etária da maioria dos convidados (que nem sempre é a mesma do aniversariante). Uma cama elástica normalmente basta para muitas horas de diversão.

“Contrate” um talento desconhecido

Se quiser que a festa tenha alguém para entreter as crianças, pense em maneiras para que isso não custe uma fortuna. Será que algum de seus amigos sabe fazer pinturas nas crianças ou esculturas com balões?

Quase todo mundo consegue fazer tatuagens temporárias em crianças, e elas costumam ser baratinhas e fazer enorme sucesso nas festinhas infantis.

Caso você conheça alguma escola de teatro, informe-se para ver se não há alunos dispostos a ganhar um dinheiro fazendo uma peça simples ou contando histórias.

Você também pode contratar “monitores” na escola do seu filho. Pergunte se não há alguém interessado em fazer um bico no fim-de-semana.

Com um microfone e um convidado desinibido dá para improvisar um “show de calouros” entre as crianças.

Mande convites eletrônicos

Os convites de papel são caros, dão trabalho e, por mais bonitos que sejam, costumam terminar no lixo. Melhor colocar a tecnologia a seu serviço, mandando os convites por e-mail. Ou procure na internet sites que enviem os convites com design especial, gratuitamente.

Além de economizar, você estará colaborando para fazer uma festa mais ecológica.

Pense bem no que vai comprar

Você certamente vai organizar festas por muitos anos. Então por que não acertar um orçamento desde agora? Em vez de comprar pratos, talheres e copos descartáveis, além de guardanapos de papel, compre peças de plástico mais resistentes e que sirvam para várias festas.

Você vai ver que é incrível o que dá para fazer com folhas de papel crepom ou de EVA e uma pistola de cola quente.

Se seu filho “precisa” de tudo com o tema do Homem-Aranha, faça uma pesquisa de preços e não compre na primeira loja onde entrar. Compare bem e não compre em exagero: talvez uma toalha de mesa seja suficiente, sem precisar que você gaste com copos e guardanapos especiais.

As lembrancinhas de sempre? Ou algo mais duradouro?

Os saquinhos com lembrancinhas com o tema da festa também costumam ser caros e quase vão diretamente para o lixo. Em vez de balas e dos presentinhos comuns, você pode comprar em lojas por atacado caixas de lápis de cor e livros de colorir.

Bancas de jornal são uma ótima fonte de lembrancinhas. Veja por exemplo qual é o álbum de figurinhas da moda, e dê alguns pacotinhos.

Bolhas de sabão são sucesso garantido e são baratíssimas.

Pesquise em lojas que vendem por atacado, porque os preços compensam muito.

Pesquise muito e compre em lojas por atacado

Você pode fazer uma ótima festa, mesmo com pouco espaço, pouco tempo e um orçamento limitado. Se seu sonho é mesmo fazer festa em buffet, pesquise preços em dias e horários de menos movimento (como no meio de feriados importantes).

Planeje-se para fazer suas compras, tanto de descartáveis como de decoração, de lembrancinhas e de comida, em lojas que vendem por atacado. As diferenças de preço são enormes!

http://brasil.babycenter.com


06 dez 2013

Sobre o sono do seu bebê


Bebê-Dormindo-4

A dúvida sobre a quantidade de sono adequada para um bebê é provavelmente uma das mais frequentes na cabeça de pais e mães do mundo inteiro. Para ter uma ideia geral, veja abaixo uma tabela com números de quantas horas de sono a média das crianças precisa em cada idade.

Só não se esqueça de que cada bebê é de um jeito, e alguns chegam a dormir até duas horas a mais ou a menos que os outros.

Idade Durante a noite Durante o dia Total
1 mês 8h 30min 7h (3 sonecas) 15h 30min
3 meses 10h 5h (3 sonecas) 15h
6 meses 11h 3h 45min (2 sonecas) 14h 45min
9 meses 11h 3h (2 sonecas) 14h
12 meses 11h 15min 2h 30min (2 sonecas) 13h 15min
18 meses 11h 15min 2h 15min (1 soneca) 13h 30min
2 anos 11h 2h (1 soneca) 13h
3 anos 10h 30min 1h 30min (1 soneca) 12h

Os bebês necessitam de mais horas de sono do que os adultos. Crianças com menos de 3 meses costumam dormir o dobro de horas que os pais, sendo metade delas durante o dia.

Quando pequenos, os bebês não dormem de uma vez só, já que precisam acordar para mamadas frequentes. Durante o dia, alternam mais as horas alertas e as de sono, e à noite dormem por mais horas seguidas.

Será que é normal um bebê acordar tanto à noite?

Sim, acordar durante a noite é uma parte natural do ciclo de sono de todos nós, incluindo os bebês. Normalmente, passamos por fases de transição entre a vigília e o sono, depois pelo sono leve, o sono com sonhos e finalmente o sono profundo. O processo inverso acontece até que voltemos a acordar (muitas vezes sem nem perceber).

Cada um desses ciclos dura aproximadamente uma hora e meia, e tanto adultos como crianças completam, em média, cerca de cinco deles por noite.

Geralmente, não chegamos a lembrar que acordamos porque costumamos simplesmente mudar de posição, nos reacomodar no travesseiro e voltar a dormir. No caso dos bebês (a partir de seis semanas), eles podem acabar acordando de vez por uma série de motivos. Se isso estiver acontencendo na sua casa, experimente :

Diferenciar a hora de comer matinal da noturna: Deixe a folia e o papinho para durante o dia, já que as mamadas da noite devem ser tranquilas, em preparação para o sono. Ajude o corpo do seu filho a entender a diferença entre dia e noite e a hora de brincar da de dormir.

Deixar o bebê pegar no sono sozinho: Lembre-se de que isso não funciona com recém-nascidos, mas com crianças a partir de um mês e meio a dois meses. Coloque o bebê no berço quando ele estiver sonolento, mas ainda acordado. Alguns especialistas desaconselham ninar ou amamentar crianças até que peguem sono, mesmo nesta idade tão pequena, porque elas acabam ficando dependentes deste contato para dormir. Mas a decisão aí é toda sua.

Estabelecer um ritual para o sono da noite: Não precisa ser nada de complicado. Basta dar um banhinho, trocar a fralda, colocar o pijama, ler uma história ou cantar uma música. Vale a pena encerrar seja qual for o ritual que você escolher no próprio quarto do bebê, assim ele aprende que aquele é um lugar gostoso de ficar. Para mais dicas sobre rituais de dormir.

Oferecer um objeto de estimação: São as famosas naninhas ou bichos de pelúcia. Um ótimo jeito de transformar um pano ou um bichinho em um companheiro favorito é deixando-o primeiro próximo a você para que absorva o seu cheiro. Bebês têm um excelente olfato, e quando se assustam sozinhos à noite muitas vezes conseguem se acalmar ao sentir o cheiro da mãe na naninha.

Deixar o bebê chorar por um tempinho: Isso só se aplica a crianças com mais de quatro ou cinco meses. Se seu filho começar a chorar depois que você o colocar no berço, vá até ele, faça um carinho nas costas, assegure que está tudo bem, mas que chegou a hora de dormir. Seja gentil, mas firme. Saia do quarto e espere de dois a cinco minutos para voltar. Cheque se está tudo bem e saia novamente. Repita o processo até que o bebê pegue no sono, aumentando a cada vez o intervalo para voltar. Este é um método polêmico e que certamente não agrada a todos os pais, mas é defendido com unhas e dentes por outros.

Compartilhar a responsabilidade de confortar o bebê: Quando o bebê ainda é bem pequeno e mama durante a noite, não tem muito jeito, porém assim que fica maiorzinho já pode ser confortado pelo papai também. Às vezes isso ajuda a criança a se conformar que não terá mais leite de mamãe vindo!
http://brasil.babycenter.com/


03 dez 2013

Começa hoje a Mega gestante e bebê


Mamães cariocas, não percam a última oportunidade do ano de comprar enxoval e itens baratos para seus pequenos. Começa hoje a última edição de 2013 da feira Mega Gestante e Bebê, que acontecerá no pavilhão 2 do Rio Centro.

Para as mamães a principal atração desta edição do evento é a liquidação de natal com confecção, roupas e fraldas descartáveis a preço de custo e ainda o sorteio do quarto dos sonhos, onde a mãe poderá se inscrever gratuitamente na entrada do evento e concorrer a um quarto completo no último dia da Mega Gestante & Bebê.

Local: Riocentro – Pavilhão 2

DIAS:  03 a 08  de Dezembro

Horário: Das 14h às 22h

Estacionamento: R$ 20 reais

Classificação: livre

Entrada: gratuita

X


02 dez 2013

Festa Circo Vintage – By Letícia Alencar


Mamães, olha que charme esta festa que a Letícia Alencar fez com o tema Circo Vintage para os gêmeos Olívia e Pedro.  A cada trabalho a Letícia se supera, esta festa tem uma riqueza de detalhes que faz com que os convidados confundam a realidade com a fantasia…  Eu ADOREI, e vocês o que acharam?

Bjo, bjo

1

2

4

6

8

9

11

12

13

14

10

3

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 30 de 246« Primeira...1020...2829303132...405060...Última »