10 jan 2014

Quartos infantis


Mamães, está com dificuldade de espaço no quarto do pequeno? Veja esta opções que bacanas..

Bjo, bjo

7f91ebf4e276f6cfffe7389bec8e2d9d

 v

o

m

i

b


09 jan 2014

férias com o bebezão – diário de bordo


Mamães, primeiramente gostaria de desejar a todas um maravilhoso ano de 2014, repleto de saúde, amor, paz e alegrias. Bem, mais uma vez fiquei umas semanas sem me comunicar com vocês, vou falar uma coisa vida de mãe, mesmo de férias não é mole não!

Hoje vou aproveitar o primeiro post do ano para contar um pouco como foram nossas primeiras férias de final de ano em família. Passamos o natal em Brasília, enfrentar os aeroportos no final do ano, sinceramente é um caos. Minha dica é, se possível tente otimizar as bagagens, quanto menos volumes estiver levando melhor. Eu fiz uma mala para mim e meu marido juntos e outra pequena para o Be, pois além de tudo isso ainda tínhamos o carrinho, se for viável levar volumes que caibam dentro do bagageiro do avião melhor ainda, pois a espera por bagagens chega a demorar mais de uma hora.

A noite de natal foi uma delícia, para que o Be conseguisse aguentar mais tempo acordado, atrasei o soninho da tarde, como ele ainda é um bebezão, 11 meses, ele não aguentou nem chegar até meia noite, mas já valeu. As comidinhas de natal, também não fizeram ainda parte do menu dele, mas acredito que crianças a partir de 2 anos, já possam saborear um delicioso chester. Uma dica é na hora do preparo pensar que tem crianças e não exagerar nos temperos e na gordura.

No Reveillon fomos para o Rio de Janeiro, a cidade é maravilhosa, mas o calor é quase infernal. Para o Rio, optamos viajar de carro, como ficamos num apartamento, precisamos levar TODO o arsenal de coisas do pequeno, como; berço, banheira, tapetinho, barraca de praia, mamadeiras, esterilizador, papainha….  meu carro é uma SUV e acreditem, quase não coube, isso porque só tenho um filho, mamães como vocês fazem com duas ou mais crianças?

A viagem de carro foi muito cansativa para o Be, embora levamos apenas 5 horas, de porta a porta, ele chegou exausto, depois do banho fiz uma massagem nas costas dele, e ele quase que não conseguia se manter sentado. Eu atribui o calor, nós saímos de SP as 15:00 a este esgotamento do pequeno, então para ser menos sofrido na volta para SP,  programei para sairmos depois das 20:00. O que foi MARAVILHOSO, pois além de estar bem mais fresquinho não pegamos transito algum.

Esta foi a primeira vez que o Be entrou na água do mar, e ele AMOU. Como o Rio estava muito calor, quase 50ºC os cuidados com ele tiveram que ser mais do que redobrados. Barraca, protetor solar 60, muito liquido, banho de água doce depois de entrar no mar e pouca exposição ao sol.  Como o Be ainda usa fraldas, quando ele já havia feito coco, eu deixava ele apenas de suguinha, mesmo fazendo xixi em toda a toalha, evitei as brotoejas e assaduras.

Na noite de Reveillon, também fiquei um pouco insegura de comos seria a reação dele ao barulho dos fogos, pasmem, mas ele adorou. Por ser o nosso primeiro reveillon fiz questão de entrarmos o ano juntos. Então quando faltavam 20 minutos para a queima dos fogos, nós estávamos numa festa na Joatinga o que foi ótimo pois tenho uma grande amiga que mora nos condomínios de lá. Levei o Be para fora e curtimos os três juntos a entrada de 2014.  A facilidade de ter uma babá é ótima, para que depois você possa continuar na festa e ela se encarregue de colocar o filhote para dormir.

Então num balanço geral, nossas férias foram ótimas, colocar em prática muitas das dicas que falo aqui no Blog, ajudou muito para que tudo saísse bem.

Feliz 2014!

Bjo, bjo

IMG_3176


26 dez 2013

Mantra e cores para a passagem de ano


novo-comecar-2013-2014_72147488208

Mamães, o inicio do ano está chegando e nada melhor do que entrar com o pé direito.  Existem muitas simpatias para buscar boas energias, paz, luz, realizações…. enfim coisas maravilhosas para preencher o nosso ano, há 3 anos eu tenho acompanhado o numerólogo Gilson Chveid Oen  que sempre ensina alguns mantras, bem como indica as cores para usarmos na passagem. Veja abaixo alguns deles, e um marivilhoso ano para todas!

Bjo, bjo

As Cores para 2014

Na passagem de 2013 para 2014 e ao longo de todo o ano de 2014 deverão ser usados todos os Tons Pastéis, os Tons de Branco, os Tons de Cinza-Claro e os Tons de Amarelo, Ouro. Usados em conjunto ou isoladamente, tanto faz.

Entretanto, saiba que entrar em 2014 usando uma roupa de cor Branca, mesclada com Tons de Cinza e Marrom seria a perfeição energética total.

Apesar disso, cada mês de 2014 estará em sintonia com frequências de cor próprias, que são as seguintes:


Janeiro        Tons Escuros do Marrom ao Preto.
Fevereiro    Tons do Rosa ao Vermelho.
Março         Tons de Amarelo, Ouro e Bronze.
Abril           Tons Pastéis.
Maio           Tons do Violeta ao Púrpura.
Junho          Tons de Cinza.
Julho           Tons Claros e Brilhantes.
Agosto         Tons de Rosa e Azul.
Setembro    Tons Pastéis, Branco e Cinza-Claro.
Outubro      Tons Escuros do Marrom ao Preto.
Novembro   Tons do Rosa ao Vermelho.
Dezembro   Tons de Amarelo, Ouro e Bronze.

 

Mantras para 2014

Como Mantras Gerais para viver a virada de 2013 para 2014 e mesmo para promover uma comunhão sua com o Universo ao longo de 2014:

Fenomenal 2014 

e

A Realidade Que Eu Sempre Quis 2014

 

Para Ajudá-lo a Aprender Ser Um Excelente Empreendedor

Nileduz Bogides Dongi Bendafi

Para Ajudá-lo a Fazer Uma Administração Eficiente da Sua Vida Material
Zondefimori Pantediluri

Para Bloquear Invasões Predadoras Na Sua Vida Afetiva e Material
Aqui Tem Dono

Para Ajudá-lo a Viver Um Profundo Rejuvenescimento
Beduzupo
 
Para Recuperar A Energia Vital De Pessoas Com a Saúde Debilitada
Lurondi Gitoz Vandiniz

Para Ajudar Crianças Hiperativas a Desenvolverem um Ritmo Normal
Binga Lomaz Gindi

Para Anular Ansiedade e Pânico
Gonpel Ubgiden Zermuz Omsi

Para Ativar Negócios Que Estão Emperrados
Deslanchou Total

Para Ajudá-lo a Se Preparar Eficientemente Para Provas e Concursos
Begundir Zevo Sinogati

Instruções para uso dos Mantras

Para que um Mantra possa atingir o seu objetivo, promovendo no seu interior as transformações que irão ajudá-lo a atingir um estado de poder, repleto de tranqüilidade, harmonia e de realizações bem sucedidas, é fundamental que ele seja vivenciado regularmente por seu cérebro. Isto significa que ele precisa  “entrar em você” algumas vezes por dia através de seus órgãos sensoriais. 

Para que isto aconteça faça o seguinte:

1) Crie comunicações visuais com o Mantra e as coloque em lugares onde, no seu dia a dia, você seja obrigado a lê-las. Por exemplo, coloque etiquetas adesivas com o Mantra por dentro de suas bolsas, pastas e agendas, de tal forma que ao abri-las seja sempre forçado a lê-las.

2) Todos os dias, pelo menos uma vez por dia, fique diante de um espelho e pronuncie o Mantra, de três a seis vezes, olhando no fundo de seus olhos.

3) Todos os dias escreva o Mantra, de três a seis vezes por dia, de uma forma lenta e profunda, apertando a ponta da caneta, ou do lápis, no papel. Esta não é uma regra rígida. Se num determinado dia só quiser escrevê-lo apenas duas vezes, vá em frente e assuma a sua vontade. Mas, por outro, lado é fundamental que você o escreva pelo menos uma vez por dia, todos os dias. 

4) Todos os dias pronuncie o Mantra várias vezes por dia, independentemente do exercício do espelho. Falar alto ou baixo é indiferente, desde que você procure sentir a vibração do som das palavras que forem saindo de sua boca. E o importante no uso sonoro de um Mantra é decorar a sua grafia, pois a entonação que resolver dar a ele, e a sua acentuação, não são importantes e fica totalmente a seu critério criá-las do jeito que quiser. 

Alguns Temans para ajudá-lo a caminhar com maior segurança por 2014

Há alguns anos atrás resolvi construir um Super Mantra, na forma de uma poesia, que fosse capaz de levar uma pessoa a viver uma Experiência Interior extremamente forte que a ajudasse a expandir o alcance da sua Dimensão de Realidade. Chamei-o de Teman.


Dois excelentes Temans para você usar daqui até o fim de 2014 são os seguintes:

Luz do meu ser brilhando uma estrela

Sabores do amor que se escondem nas vindas

Façam agora o que sonho há mil anos

Tragam para mim todas as coisas mais lindas

 

Senhora da luz da água

Poderosa mãe de tudo que é belo

Me traga o sabor dos sonhos

Me torne senhor dos elos

 Escolha um destes 2 Temans e o repita algumas vezes por dia durante o ano de 2014. Ele o ajudará a atravessar o Portal de Kadisha – que é um Portal de Inexistência que interliga o nosso Universo ao Universo de Base 11 – levando-o a penetrar num tipo de Universo onde seus desejos pronunciados poderão se materializar fisicamente com muito mais facilidade e rapidez.

2014- UM ANO COM VIBRAÇÃO DO NÚMERO 7

 

Leia mais: http://arcanodezenove.blogspot.com/2013/11/2014-cores-mantras-e-temans-por-gilson.html#ixzz2oabjm3v3


19 dez 2013

Presente de natal para crianças até 3 anos


 

brinquedos educativos 6

O fim de ano está se aproximando e as pessoas já começam a pensar nos presente de natal. São tantas pessoas para lembrar: pais, tios, irmãos, sobrinhos, amigos, filhos…

Bom, se você vai comprar presente de Natal para criança entre dois e três anos, é preciso ficar atento. Engana-se quem pensa que somente cores, desenhos e ruídos são suficientes para alegrar os pequenos, que ainda estão em fase de formação. Por mais inofensivo que possa parecer um brinquedo, ele pode ser perigoso se não for de boa qualidade. Para ajudar você a comprar o melhor para as crianças é preciso algumas dicas.

Dicas de Presentes para o Natal das Crianças

– Preste atenção aos detalhes do brinquedo, um ou outro detalhe pode fazer a diferença no momento de lazer. Os brinquedos com peças pequenas podem ser ingeridos e objetos cortantes podem causar ferimentos,

– Evite aqueles com ruídos excessivos, que podem causar danos à audição,

– Leia a instrução de uso, nela deve conter a faixa etária e outras informações relevantes,

– Não compre brinquedos com formas e cheiros semelhantes aos alimentos, pois as crianças tendem a engoli-los,

– Não dê brinquedos remetam as armas, para não estimular a violência,

– Ajude a criança a abrir o presente. Sacos de presente, laços e fechos de arame são perigosos, e mesmo diante dessas precauções, supervisione a brincadeira.

Agora confira dicas de presentes de natal para essa faixa etária:

  • Blocos de construção,
  • Blocos lógicos, para empilhá-los e colocá-los dentro de caixas,
  • Bolas,
  • Bonecas de tecido e bichos de pelúcia,
  • Brinquedos de empurrar ou puxar,
  • Brinquedos de encaixar e desmontar,
  • Brinquedos de equilibrar um em cima do outro.
  • Brinquedos de montar e desmontar,
  • Brinquedos musicais,
  • Brinquedos para praia ou piscina,
  • Brinquedos que imitam a vida da família.
  • Carrinhos e caminhões,
  • Cavalinho de balanço,
  • Livros e álbuns de fotografia com ilustrações de objetos conhecidos

18 dez 2013

Agressividade infantil, falta de educação ou manha para chamar a atenção?!


3

Mamães o comportamento agressivo faz parte do desenvolvimento normal de uma criança pequena. Demonstrar a raiva de forma brutal, dando até em algumas vezes tapas, socos acaba sendo uma alternativa quando a criança ainda não consegue se comunicar e tem uma grande vontade de se tornar independente.  como já falei em outro texto o Bernardo, deu para dar tapas no nosso rosto, e todas as vezes eu o repreendo, falando que aquilo não é legal, e ele na maior cara dura, faz um sorrisinho para que a gente preste mais atenção na carinha fofa, do que propriamente no acontecido.

Mas não é porque o comportamento agressivo e comum que devam ser ignorados ou aceitos. Mostre a seu filho que agredir os outros não é algo admissível e ensine outros jeitos de ele expressar sua irritação. Abaixo algumas dicas para deixar a criança menos agressiva, ou pelo menos tentar.

Use a lógica nas suas atitudes

Se seu filho estiver brincando na piscina de bolinhas e começar a atirar as bolinhas nas outras crianças, tire-o de lá. Sente-se com ele, mostre as outras crianças se divertindo e explique que ele poderá voltar lá quando se sentir pronto para brincar sem machucá-las.

Evite “raciocinar” com seu filho usando perguntas como: “Como você se sentiria se outra criança jogasse uma bola em você?”. Crianças pequenas não conseguem se imaginar no lugar de outra ou mudar de comportamento baseado nesse tipo de conversa. Mas elas entendem direitinho quando uma atitude gera consequências negativas.

Mantenha a calma

Gritar, bater ou dizer ao seu filho que ele é “feio” não o fará mudar de atitude você só o deixará mais irritado. Além disso, para que ele possa aprender a controlar sua raiva, o primeiro passo é ver os adultos que usa como modelo fazendo isso, e nesse caso o exemplo é você.

Imponha limites claros

Não espere seu filho bater no irmãozinho pela terceira vez para só então dizer: “Agora chega!”. Ele deve saber que fez algo errado já na primeira vez. Tire-o da situação em que está por um ou dois minutos — é o melhor jeito de fazê-lo se acalmar.

Depois de um tempo, ele vai acabar relacionando o mau comportamento com a consequência ruim, e aí vai entender que, se morder ou bater, acaba perdendo a farra e o melhor da festa.

Discipline-o o tempo todo do mesmo jeito

Tanto quanto possível, aplique o mesmo tipo de bronca quando ele repetir o mesmo comportamento errado. Se ele mordeu o irmão e essa não tiver sido a primeira vez, diga: “Você mordeu o João de novo isso quer dizer que vai ficar de castigo outra vez”.

Seu filho vai perceber esse padrão e, em algum momento, se tudo der certo, vai compreender que sempre que se comporta mal recebe um castigo ou uma bronca.

Mesmo em público, não deixe a vergonha ou o constrangimento impedirem você de reprovar o mau comportamento. Outros pais já passaram por isso e, se as pessoas ficarem olhando, não dê muita atenção. Diga algo como: “Esta fase dos 2 anos é fogo!”, e então aplique a disciplina como sempre faz em casa.

Ajude seu filho a se expressar de outra maneira

Espere até seu filho se acalmar e converse — com tranquilidade — sobre o que aconteceu. Peça para ele explicar o que o fez ficar tão bravo. Diga que é natural sentir-se bravo, mas que não é legal demonstrar isso chutando, batendo ou mordendo. Encoraje-o a achar um jeito melhor de reagir — como pedir ajuda a um adulto ou falando o que está sentindo (“Pedro, você está me deixando bravo!”).

Às vezes, a impulsividade da infância fala mais alto, mas faça seu filho entender que ele precisa pedir desculpas depois de agredir alguém. Ele pode fazer isso sem muita sinceridade no começo, mas a lição vai ficar, e ele acabará criando o hábito de pedir desculpas quando machucar alguém.

Elogie o bom comportamento

Em vez de falar com seu filho só quando ele se comporta mal, dê atenção também quando ele agir corretamente. Por exemplo, se ele pedir para o amigo para brincar no balanço, em vez de empurrá-lo, diga: “Que legal que você pediu!”.

Os elogios ao bom comportamento ajudam a criança a distinguir o que é aceitável ou não, e a estimula a correr atrás de mais elogios e atenção por esse “bom caminho”.

Limite o tempo de TV

 Desenhos e outros programas para crianças podem vir recheados de gritos, ameaças, empurrões, chutes, cenas cínicas e até atos de sadismo. Tente ficar de olho no que seu filho está assistindo, particularmente se ele tem tendência a ser agressivo. Veja TV com ele e converse sobre o que está se passando, dizendo, por exemplo: “Não foi um jeito legal de ele conseguir o que ele queria, não é mesmo?”.

Obs: A Academia Americana de Pediatria recomenda que menores de 2 anos não vejam TV.

Providencie atividades físicas

Você pode descobrir que seu filho vira um terror se não tiver como queimar energia. Se ele é bastante ativo, dê-lhe bastante tempo livre, de preferência ao ar livre. Não precisa ser nada muito estruturado: dê espaço a ele que certamente ele vai correr!

Com a ajuda de uma bola, então, tudo se resolve. A atividade física deve deixar seu filho mais calmo, além de proporcionar um sono de melhor qualidade.

Não tenha medo de procurar ajuda

Às vezes a agressividade de uma criança pede mais intervenção do que um pai consegue dar. Se seu filho passa mais tempo sendo agressivo do que calmo, se ele parece assustar ou aborrecer outras crianças, ou se você não consegue melhorar o comportamento dele, por mais que faça, converse com o pediatra, que pode recomendar um psicólogo ou especialista. Juntos, vocês podem ajudar a criança.

Bjo, bjo

 

 

http://brasil.babycenter.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 32 de 249« Primeira...1020...3031323334...405060...Última »