16 jan 2014

Tá chegando, 1º aniversário do Bezoca


Mamães, que loucura é a 1º festinha de aniversário do filhote! O Bernardo vai fazer um aninho agora no final do mês, e eu estou numa roda vida danada, tentando preparar uma festinha bacana, sem muitos custos mas que ele aproveite e eu fique feliz! Afinal festa de um ano é muito mais para os pais do que para o pequeno. Pensando nas necessidades dele, estou preocupada com detalhes que façam a diferença e que mais do que eu o Bernardo seja o maior beneficiado.

Para não perder a surpresa, algumas das leitoras do Blog são minhas amigas, vou contar depois, tudo que estou planejando com detalhes e até mesmo dicas dos fornecedores, mas por enquanto ficará em segredo.

A ajuda que gostaria de vocês é quanto a escolha do tema. O que um menino de 11 meses gosta além da galinha pintadinha, rs rs? E concordam que mais comum e batido do que este tema não tem!

Para resolver esta questão estou pensando em usar na decoração bastante cor nas toalhas, balões, colocar algumas plantas mas sem um tema específico… Usar na decoração os brinquedos que ele mais gosta, também estou cogitando.

Então mamães, o post de hoje é para pedir dicas de como eu posso resolver esta questão, se tiverem fotos ou dicas por favor enviem para o e-mail fernanda@babyblogbr.com.br vc´s vão me ajudar demais.

Bjo, bjo

 

* Essas são as referencias que estou usando.

3

5

Fullscreen capture 22032011 50846 PM.bmp

 

 


14 jan 2014

enjoo matinal na gravidez


e

O enjoo matinal é muito comum. A maioria das gestantes sofre de náusea, e cerca de um terço delas sofre de vômito.

O enjoo matinal geralmente se manifesta no primeiro mês da gravidez e perdura até a 14a. à 16a. semanas (3º ou 4º mês). Algumas mulheres sofrem de náusea e vômito durante toda a gestação.

O enjoo matinal não prejudica o bebê de maneira nenhuma, a menos que a gestante perca peso, como ocorre no caso de vômito intenso. A perda moderada de peso durante o primeiro trimestre é comum quando as gestantes apresentam sintomas moderados e não prejudica o bebê.

A intensidade do enjoo matinal durante uma gravidez não é prognóstico de que a gestante sentirá o mesmo em gestações futuras.

Causas

A causa exata do enjoo matinal é desconhecida. Pode ser causado por alterações hormonais ou baixo nível de açúcar no sangue durante o início da gravidez. Estresse emocional, fadiga, viagens ou alguns alimentos podem piorar o problema. A náusea é comum na gestação e pode piorar em casos de gêmeos ou trigêmeos.

=> 15 receitas para diminuir o enjoo durante a gestação.

  1. Experimente ingerir alimentos de grande teor proteico ou de grande teor de carboidratos como amendoins, nozes, barritas de granola. Estes alimentos ajudam a absorver o excesso de ácido estomacal e o açúcar no sangue, que pode levar ao enjoo.
  2. Evite comidas picantes, gordurosas e queijos moles.
  3. Evite ficar com fome, coma e beba frequentemente em pequenas quantidades; evite o estômago cheio, ou vazio.
  4. Se não tiver de acordar a uma hora específica, então não o faça; descanse o mais que puder e tenha um dia descansada.
  5. Ande sempre com um rebuçado de menta consigo, por vezes chupar um rebuçado ou algo doce ajuda a diminuir a náusea.
  6. Tome um suplemento vitamínico juntamente com a sua maior refeição do dia.
  7. Mantenha uma toalha húmida ao lado da sua cama para colocar na sua testa ou sobre os seus olhos quando se sentir mal disposta.
  8. Tome chá ou suplementos de gengibre, em algumas grávidas funciona muito bem.
  9. Faça exercício, especialmente no exterior, o ar fresco ajuda sempre.
  10. Quando andar de carro opte por conduzir, isso diminuirá os enjoos drasticamente.
  11. Algumas mulheres conseguem ver melhorias se comerem algo antes de se porem a pé logo pela manhã. Comer um biscoito antes de sair da cama de manha poderá diminuir os enjoos.
  12. Tomar suplementos de vitamina B6 pode ajudar a evitar os enjoos.
  13. Com a permissão do seu médico, ingira um anti-ácido mastigável.
  14. Evite estar em locais com cheiros muito intensos, especialmente locais como a cozinha, os odores da comida são grandes causadores de náuseas.
  15. Experimente tratamentos alternativos como a acupunctura ou acupressura.

Aproveitem as dicas,

Bjo, bjo


13 jan 2014

Música e o desenvolvimento infantil


Music Teacher Playing Guitar for Class

A música é um meio de expressão de ideias e sentimentos, mas também uma forma de linguagem muito utilizada pelas pessoas. Desde muito cedo, a música adquire grande importância na vida de uma criança. Você com certeza deve se lembrar de alguma música que tenha marcado sua infância e, junto com essa lembrança, deve recordar as sensações que acompanharam tal execução. Além de sensações, através da experiência musical são desenvolvidas capacidades que serão importantes durante o crescimento infantil.

Os órgãos responsáveis pela audição começam a se desenvolver no período de gestação e somente por volta dos onze anos de idade é que o sistema funcional auditivo fica completamente maduro, por isso a estimulação auditiva na infância tem papel fundamental.

Sabe-se que os bebês reagem a sons dentro do útero materno e que a música, desde que apropriadamente escolhida, pode acalmar os recém-nascidos. Vale ressaltar a importância não apenas da música tocada através de um aparelho, mas também o contato estabelecido entre a mamãe e o bebê.

Assim, cantar, murmurar ou assobiar fornecem elementos sonoros e também afetivos, através da intensidade do som, inflexão da voz, entonação, contato de olho e contato corporal, que serão importantes para a evolução do bebê no sentido auditivo, linguístico, emocional e cognitivo.

Isso ocorre também durante todo o desenvolvimento infantil, pois através da música e de suas características peculiares, tais como ritmos variados e estrutura de texto diferenciada, muitas vezes com utilização de rimas, a criança vai desenvolvendo aspectos de sua percepção auditiva, que serão importantes para a evolução geral de sua comunicação, favorecendo também a sua integração social.

Quando estão cantando, as crianças trabalham sua concentração, memorização, consciência corporal e coordenação motora, principalmente porque, juntamente com o cantar, ocorre com freqüência o desejo ou a sugestão para mexer o corpo acompanhando o ritmo e criando novas formas de dança e expressão corporal.

Contudo, não se deve esperar que apenas a escola estimule a criança. Deve-se, ao contrário, oferecer a ela um leque variado de experiências musicais para que perceba diferenças entre estilos, letras, velocidades e ritmos (trabalhando assim a atenção e a discriminação auditiva) e permitir que faça escolhas e sugira repetições, o que geralmente a criança pequena faz com frequência, como forma de aprendizagem e recurso de memorização (desta forma ela estará trabalhando a memória auditiva).
No setor linguístico percebemos a possibilidade de estimular a criança a ampliar seu vocabulário, uma vez que, através da música, ela se sente motivada a descobrir o significado de novas palavras que depois incorpora a seu repertório.

Todos esses benefícios são estendidos não só à linguagem falada, mas também à escrita, na medida em que boa percepção, bom vocabulário e conhecimento de estruturas de texto são elementos importantes para ser bom leitor e bom escritor.

E então, você já está pensando em alguma música para cantar junto com seu filho? O importante é respeitar interesses individuais e também específicos de cada fase do desenvolvimento; assim, crianças pequenas podem mostrar maior interesse por temas relacionados a super-heróis, seres mágicos, animais, ou assuntos como amizade, medo etc.
Finalmente, quero lembrar que ouvir música não deve ser uma atividade imposta e sim realizada com prazer, pois somente assim os benefícios serão obtidos de forma natural, como sempre deve ocorrer na relação entre pais e filhos.

A música vai além daquilo que ouvimos. Quando inserida na rotina das crianças e dos adolescentes, as canções contribuem para o desenvolvimento neurológico, afetivo e motor da criança.


10 jan 2014

Quartos infantis


Mamães, está com dificuldade de espaço no quarto do pequeno? Veja esta opções que bacanas..

Bjo, bjo

7f91ebf4e276f6cfffe7389bec8e2d9d

 v

o

m

i

b


09 jan 2014

férias com o bebezão – diário de bordo


Mamães, primeiramente gostaria de desejar a todas um maravilhoso ano de 2014, repleto de saúde, amor, paz e alegrias. Bem, mais uma vez fiquei umas semanas sem me comunicar com vocês, vou falar uma coisa vida de mãe, mesmo de férias não é mole não!

Hoje vou aproveitar o primeiro post do ano para contar um pouco como foram nossas primeiras férias de final de ano em família. Passamos o natal em Brasília, enfrentar os aeroportos no final do ano, sinceramente é um caos. Minha dica é, se possível tente otimizar as bagagens, quanto menos volumes estiver levando melhor. Eu fiz uma mala para mim e meu marido juntos e outra pequena para o Be, pois além de tudo isso ainda tínhamos o carrinho, se for viável levar volumes que caibam dentro do bagageiro do avião melhor ainda, pois a espera por bagagens chega a demorar mais de uma hora.

A noite de natal foi uma delícia, para que o Be conseguisse aguentar mais tempo acordado, atrasei o soninho da tarde, como ele ainda é um bebezão, 11 meses, ele não aguentou nem chegar até meia noite, mas já valeu. As comidinhas de natal, também não fizeram ainda parte do menu dele, mas acredito que crianças a partir de 2 anos, já possam saborear um delicioso chester. Uma dica é na hora do preparo pensar que tem crianças e não exagerar nos temperos e na gordura.

No Reveillon fomos para o Rio de Janeiro, a cidade é maravilhosa, mas o calor é quase infernal. Para o Rio, optamos viajar de carro, como ficamos num apartamento, precisamos levar TODO o arsenal de coisas do pequeno, como; berço, banheira, tapetinho, barraca de praia, mamadeiras, esterilizador, papainha….  meu carro é uma SUV e acreditem, quase não coube, isso porque só tenho um filho, mamães como vocês fazem com duas ou mais crianças?

A viagem de carro foi muito cansativa para o Be, embora levamos apenas 5 horas, de porta a porta, ele chegou exausto, depois do banho fiz uma massagem nas costas dele, e ele quase que não conseguia se manter sentado. Eu atribui o calor, nós saímos de SP as 15:00 a este esgotamento do pequeno, então para ser menos sofrido na volta para SP,  programei para sairmos depois das 20:00. O que foi MARAVILHOSO, pois além de estar bem mais fresquinho não pegamos transito algum.

Esta foi a primeira vez que o Be entrou na água do mar, e ele AMOU. Como o Rio estava muito calor, quase 50ºC os cuidados com ele tiveram que ser mais do que redobrados. Barraca, protetor solar 60, muito liquido, banho de água doce depois de entrar no mar e pouca exposição ao sol.  Como o Be ainda usa fraldas, quando ele já havia feito coco, eu deixava ele apenas de suguinha, mesmo fazendo xixi em toda a toalha, evitei as brotoejas e assaduras.

Na noite de Reveillon, também fiquei um pouco insegura de comos seria a reação dele ao barulho dos fogos, pasmem, mas ele adorou. Por ser o nosso primeiro reveillon fiz questão de entrarmos o ano juntos. Então quando faltavam 20 minutos para a queima dos fogos, nós estávamos numa festa na Joatinga o que foi ótimo pois tenho uma grande amiga que mora nos condomínios de lá. Levei o Be para fora e curtimos os três juntos a entrada de 2014.  A facilidade de ter uma babá é ótima, para que depois você possa continuar na festa e ela se encarregue de colocar o filhote para dormir.

Então num balanço geral, nossas férias foram ótimas, colocar em prática muitas das dicas que falo aqui no Blog, ajudou muito para que tudo saísse bem.

Feliz 2014!

Bjo, bjo

IMG_3176

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 32 de 250« Primeira...1020...3031323334...405060...Última »