12 nov 2014

IV Simpósio Internacional de Desenvolvimento da Primeira Infância


carinho 6

Mamães acontece entre hoje e amanhã em São Paulo o IV simpósio internacional de desenvolvimento da primeira infância, o evento reunirá renomados especialistas de diversas áreas do conhecimento para discutir o período de vida da criança que vai da gestação aos 6 anos. Esta faixa etária é considerada por pesquisadores uma das mais importantes para o desenvolvimento infantil, pois as experiências marcarão o resto da vida do indivíduo. 

Neste ano, será discutido o papel do Estado e da família na promoção do desenvolvimento infantil, em âmbito nacional e internacional, e como se tem trabalhado para que as famílias exerçam a parentalidade, isto é, o conjunto de ações que visam assegurar a sobrevivência e o desenvolvimento da criança (Hoghughi, 2004) ou, ainda, a principal tarefa de uma geração (pais), de modo a preparar a segunda geração (filhos) para situações físicas, econômicas e psicossociais com que irão debater-se ao longo do seu ciclo de desenvolvimento (Bornstein, 2002).

No IV Simpósio Internacional de Desenvolvimento da Primeira Infância, serão apresentados os resultados de duas pesquisas inéditas, conduzidas pela Fundação Maria Cecília Souto Vidigal (FMCSV), e o primeiro estudo de uma coleção elaborada por cientistas para orientação de políticas públicas – Working Paper.

Primeira pesquisa: “Ônibus Escolar: hábitos e atitudes dos pais em relação à educação escolar de seus filhos”, realizada pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope) e ecomendada pela FMCSV, em parceria com o Todos Pela Educação, Fundação Itaú Social e Instituto C&A, abordando a relação entre pais, filhos e as pré-escolas brasileiras.

Segunda pesquisa“Educação Infantil em Debate – A experiência de Portugal e a Realidade Brasileira”, elaborada em parceria entre Fundação Maria Cecília Souto Vidigal e Itaú Social com o apoio da Unicef,  traz um levantamento sobre a reforma da educação infantil feita em Portugal e suas possíveis aplicações no Brasil.

IV SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA PRIMEIRA INFÂNCIA

Link:

Data: 12 e 13 de novembro de 2014

Horário: 12/11 – das 8h30 às 17h30 e 13/11 – das 9h às 17h

Local: Hotel Maksoud Plaza – Alameda Campinas, 150 Bela Vista – São Paulo

Assista no link: www.ncpi.org.br/simposio

Ônibus Escolar: hábitos e atitudes dos pais em relação à educação escolar de seus filhos

Data: 12 de novembro de 2014

Horário: 17h30

Working Paper: “O Impacto do Desenvolvimento na Primeira Infância sobre a Aprendizagem”

Data: 13 de novembro de 2014

Horário: 10h

Educação Infantil em Debate – A experiência de Portugal e a Realidade Brasileira

Data: 13 de novembro de 2014

Horário: 12h15


11 nov 2014

Diferença entre meninos e meninas


engatinhar

 

Muitas vezes eu já escutei amigas e até outras mães falando que o desenvolvimento dos meninos são diferentes das meninas, que as meninas se desenvolvem mais rápido, começam a andar e a falar primeiro e etc… Sinceramente isto muito me intriga e resolvi buscar mais informações sobre o assunto. Veja abaixo o texto do site português todopapas.

Meninos e meninas são diferentes desde o nascimento, não só fisicamente, e, portanto, não se desenvolvem da mesma maneira. Conhecer quais são as suas diferenças vai ajudar a estimular o seu filho, considerando seu sexo.

As meninas nascem com duas vantagens sobre os filhos:

Idioma:

As áreas do hemisfério esquerdo, destinadas à língua estão mais desenvolvidas nos cérebros das meninas, então geralmente elas adquirem antes as habilidades relacionadas a esse campo.

Inteligência emocional:

Os dois hemisférios do cérebro das meninas já estão conectados ao nascimento (aos meninos ainda vai levar nove meses), pelo que elas se sentem mais confortáveis ??com as suas emoções e são mais sensíveis aos sentimentos que as rodeiam.

Outras diferenças:

O córtex cerebral, que determina a inteligência, se desenvolve mais cedo no cérebro das meninas. O hemisfério esquerdo, que controla o pensamento, se desenrola antes nelas do que neles.

Os hemisférios direito e esquerdo ficam conectados mais cedo nas meninas, melhorando suas habilidades de leitura.

Desde o primeiro momento, os pequenos superam as meninas em visualização espacial, de modo que elas devem reforçar as ideias tridimensionais.

Na escola, os meninos costumam correr, pular e atirar objetos melhor do que as meninas.

Como estimular o menino?

Sabendo dessas diferenças, se você tiver um menino deve fazer o seguinte para estimular as áreas da linguagem e as emoções, menos desenvolvidas neles:

Fale muito com ele (e de forma muito clara)

Cante muitas músicas.

Ensine ele jogos de ação e palmas.

Coloque ele para ouvir música clássica.

Emoções:

Tenha muito contato físico com ele.

Comemore com ele todas as suas realizações.

Se você sentir raiva, frustração ou medo, encontre uma solução imediatamente.

Trate aos meninos e as meninas igual se choram ou precisam de conforto. Não espere que uma  criança reprima seus sentimentos “porque é um menino”.


10 nov 2014

Estilo é tudo!!!


Para começarmos bem a semana, vamos nos deliciar com o estilo dos pequenos!!

a

aa

aaa

aaaaaa

aaaaaaaa

aaaaaaaaa

aaaaaaaaaa

aaaaaaaaaaa


06 nov 2014

São Paulo inicia vacinação de mulheres grávidas contra tétano, difteria e coqueluche


 

AA

 

 

Mamães leiam o post abaixo, principalmente as mamães que estão grávidas, MUITO IMPORTANTE!!!

 

 

A partir da próxima segunda-feira, dia 3 de novembro, a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo irá iniciar, em todos os municípios do Estado, a vacinação “2 em 1” para grávidas entre a 27ª e a 36ª semana de gestação.

A nova vacina acelular, que passa a compor o calendário SUS (Sistema Único de Saúde), além de proteger grávidas e fetos contra difteria e tétano, também imunizará contra a coqueluche, doença que apresenta um alto índice de letalidade, principalmente em crianças com até dois meses de vida.

A inclusão da coqueluche no esquema de vacinação de gestantes visa imunizá-las tanto para diminuir a transmissão da doença para o lactente quanto para oferecer proteção indireta nos primeiros meses de vida, quando a criança ainda não teve a oportunidade de completar o esquema de três doses da vacina recomendado pela rede pública de saúde.

No calendário do SUS, a vacina com o componente pertussis de células inteiras já é oferecida para as crianças de até seis anos de idade. A primeira dose deve ser recebida aos dois, a segunda aos quatro e a terceira aos seis meses de idade.

A nova vacina acelular será produzida pelo Instituto Butantan graças a um acordo para transferência de tecnologia firmado com a GlaxoSmithKline (GSK) para a produção local do componente pertussis acelular do imunobiológico. Antes, o Butantan já produzia a vacina contra difteria e tétano. Agora, pelo acordo, o laboratório iniciou a transferência de seu know-how para a produção do componente acelular contra a coqueluche, desenvolvendo, desta forma, uma nova vacina que irá imunizar contra as três doenças.

“A imunização oferecida pela nova vacina acelular é fundamental para proteger, além das gestantes, os bebês que já nascerão com os anticorpos necessários à prevenção da difteria, do tétano e agora também da coqueluche. Com isso, pretendemos diminuir tanto o número de casos quanto o número de mortes de recém-nascidos, causadas por essas doenças, por meio de medidas preventivas como a vacinação”, diz Helena Sato, diretora de imunização da Secretaria.

A nova vacina acelular estará disponível para as gestantes nas unidades básicas de saúde municipais.

Além das grávidas, os profissionais de saúde que trabalham em maternidades e berçários, como anestesistas, ginecologistas obstétricos, pediatras, enfermeiros e técnicos de enfermagem, também serão imunizados.

O que a gestante deve fazer?

A gestante deverá procurar seu médico ou o posto de saúde onde está realizando o pré-natal e se informar sobre quando deverá receber a dose da vacina.

Quando a gestante deverá receber a vacina?

A vacina deverá ser aplicada quando a grávida estiver entre a 27ª e a 36ª semana de gestação.

E se a gestante não morar no estado de São Paulo?

Procure o seu médico ou o posto de saúde onde realiza o pré-natal, pois alguns estados ou cidades podem estar com a vacina disponível para aplicação porém não foi possível verificar a informação.

Fonte: UOL


05 nov 2014

Vem chegando o verão…


AAA

É chegada a época mais esperada do ano. Praia, piscina, sol, calor e muita diversão. As atividades ao ar livre são estimuladas. Pessoas passam cada vez mais tempo embaixo do sol. Aí surgem diversos problemas, não somente com relação à pele como também com relação à saúde como um todo.

Precisamos ter cuidado com o corpo e com o bem estar o ano inteiro. No entanto, durante o verão e o inverno a atenção deve ser ainda maior. Estes períodos são críticos e famosos por levar a transtornos de saúde. Entretanto, ficar protegido é muito fácil.

O aquecimento global tem feito com que as temperaturas atinjam níveis até então nunca sentidos. A exposição solar é talvez um dos fatores mais preocupantes. Além disto, a baixa umidade faz com que nos desidratemos mais rápido. Bebês e crianças merecem atenção redobrada e alimentos estragam sem percebermos, deixando-nos vulneráveis a intoxicações alimentares.

É, verão não é só diversão. Ter cautela é imprescindível. Portanto, chegada esta época considere tomar algumas atitudes para proteger a sua saúde e a saúde da sua família. Não basta passar apenas protetor solar. Uma série de outras medidas necessita ser tomada. Informação é tudo, portanto, leia atentamente o que vem a seguir.

Dicas de saúde para o verão

As mais importantes dicas de saúde para o verão envolvem hidratação, alimentação, cuidados com o sol e com a praia em geral. Manter o compor bem nutrido nesta época é fundamental, daí o destaque para a hidratação e para a alimentação.

Os riscos trazidos pelos raios solares já é de conhecimento de todos. Eles provocam o câncer de pele, envelhecem, ressecam e causam manchas. Além disto, é preciso também ter atenção ao estado da praia que você irá frequentar. Uma série de doenças é transmitida através do contato com a areia, com água e com animais, portanto, tenha cuidado.

Mantenha-se hidratado

Nos dias mais quentes perdemos uma quantidade maior de líquidos e de minerais, pois a temperatura corporal fica alta e transpiramos excessivamente. Devido a esta perda é preciso trabalhar na recuperação, principalmente através do consumo de água.

A sede é um sinal de que o organismo está desidratado, portanto, nunca desconsidere este aviso. Beber água com frequência é fundamental no verão. Adquira o hábito de levar uma garrafinha para aonde for. Beba água fresca e em pequenas quantidades.

As frutas também são muito importantes nesta luta, já que são alimentos ricos em minerais e em água, assim como as verduras e os legumes. A água de coco pode e deve entrar na jogada. Sucos de frutas e chás auxiliam da mesma forma na hidratação. No entanto, não adicione açúcar e opte pelos chás descafeínados ou de ervas.

Para tornar a ingestão da água ainda mais prazerosa existem alguns artifícios. A água por si só já é uma delícia e não engorda. Adicionando hortelã ou cascas de limão siciliano no líquido fica ainda mais gostoso. Portanto, não se esqueça: não tem melhor aliado de homens e de mulheres do que a água. Pode consumir à vontade, pois faz muito bem.

Cuide da alimentação

É fundamental ficar atento ao que comemos, seja no verão, no inverno, no outono ou na primavera. Nosso corpo é o que temos de mais precioso e precisaremos dele para a vida inteira, por isto, cuide bem do que é seu.

Durante o verão é preciso ainda mais atenção à alimentação. As altas temperaturas fazem os alimentos estragarem facilmente. Além disto, o ambiente se torna propício para a proliferação de fungos e de bactérias, causadores de uma série de doenças.

Dê preferência a frutas e saladas, já que estes itens podem ser consumidos na hora e são de fácil preservação. Evite comidas muito quentes e apimentadas, assim como frituras ou doces. As frutas, os legumes, as verduras e as saladas são ricos em fibras e ajudam o intestino a funcionar melhor. Desta forma a barriguinha vai estar sempre sarada. Nada de inchaço nesta hora.

Evitar bebidas alcóolicas também é importante, pois estes líquidos favorecem a desidratação. Ninguém quer passar o verão de cama, quer? Portanto, coma e beba coisas que te façam bem. O corpo agradece.

Proteja a pele

É sabido por todos que o sol causa câncer de pele. Além disto, os raios solares provocam o envelhecimento precoce, manchas, queimaduras, alterações de cores e ressecamento.

Não se deve permanecer sem proteção exposto ao sol no horário que vai das 10 horas da manhã às 16 horas da tarde. O uso do protetor solar é fundamental, pois os raios incidem constantemente na Terra, com mais intensidade neste período.

Faça uso de bonés, chapéus e do que puder para se proteger. As barracas e o guarda-sol não impedem totalmente a penetração dos raios, portanto, mesmo estando debaixo destes ainda assim faça uso de protetor. Este deve ser reaplicado a cada duas horas no mínimo. Pessoas com pele mais clara devem utilizar protetores com maior fator. O cálculo a ser feito é o seguinte: usando um com fator 10 significa que você irá queimar em um tempo 10 vezes maior o que queimaria sem o uso do mesmo. Fique atento a esta dica.

Mantenha-se longe das doenças de verão

Algumas doenças são consideradas de verão por surgirem com mais frequência nesta época do ano, por isto é importante o cuidado com a praia em geral. Apesar dos cachorrinhos serem lindos e fofos, eles devem ficar longe da areia. Uma série de microrganismos não age nestes animais, no entanto, quando eles os liberam na areia entram em contato com os seres humanos, provocando estragos consideráveis.

Procure praias limpas e livres de animais. Micoses também são facilmente transmitidas nesta época do ano, devido à transpiração e ao calor. Frequente locais arejados e evite amontoados de pessoas. Não use duchas públicas sem chinelos e fique de olho na higiene da barraquinha em que você irá comer. Intoxicações alimentares são muito comuns neste período. Estas são algumas dicas para quem deseja passar o verão longe de complicações. Cuidar da saúde é simples, fácil e fundamental.

 

Fonte:  www.saudemedicina.com (Julia Muller)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 5 de 244« Primeira...34567...102030...Última »