30 jan 2013

Diário de bordo – 38º semana


Mamães hoje eu vou falar um pouco do meu finalzinho de gravidez. Como é difícil se manter calma na espera do nosso primeiro filho, não é mesmo? Porque nesta fase final a gente começa a pensar um monte de besteiras? E aquelas amigas que sempre tem um caso trágico para contar, porque escolhem justamente esta hora?

Bem cheguei na 38º semana, daqui para frente o tempo que o Bernardo permanecer é lucro, pois será basicamente para engordar, pois grande parte de todos os órgãos dele já estão formadinhos.

Como falei em um dos últimos posts estou naquela fase em que preciso visitar o obstetra toda semana para acompanhar a vitalidade do meu pequeno, dentro de mim. O mais engraçado é como a natureza é sábia, nem mais nem menos!!

Em uma das minhas últimas visitas ao médico, fiquei sabendo que o Be, está com o cordão umbilical em volta do pescoço, fiquei tão chateada. Imagina, primeiro ultrassom que fui sem o marido e ao final do exame o médico do laboratório Fleury me avisa que precisa ligar para o meu obstetra pois existe algo que precisa ser comunicado. Naquele momento meu coração disparou, a gente se enche de dúvidas, meu Deus meu pequeno ainda nem nasceu e o amor e a preocupação que sinto já são enormes.

A

Bem, depois deste “anúncio” fiquei mais ansiosa do que já estava, primeiro que, por este fato acredito que o parto normal seja mais complicado, segundo porque qualquer coisa fora do habitual já nos deixa cheia de caraminholas. Será que ele vai ficar sufocado, que está mexendo menos por isso?

Desde a semana passada minhas visitas ao obstetra passaram de uma vez por semana, para duas. Esta semana fui na segunda, e os batimentos dele estavam bem calminhos, mais preocupação para a cabecinha desta mãe de primeira viagem. E a segunda farei nesta quinta depois de fazer o exame de ultrassom com doppler no Fleury… Sinceramente rezo e peço a Deus que ele venha repleto de saúde e que fique o quanto for necessário, nem mais nem menos.

De resto está tudo bem, líquido aminótico acima de 14, placenta em grau 2, circulação de fluxo sanguíneo no cordão bem onde está enrolado tb boa, mas observando e cuidando para ele estar bem.

Mamães este acabou sendo um desabafo, mas como mãe e que compartilha com suas seguidoras muitas informações e até mesmo emoções, gostaria de pedir que todas rezassem por nós.

Bjo, bjo


29 jan 2013

O que é Episiotomia


A episiotomia é um corte feito no períneo, região entre a vulva e o ânus, par ampliar o canal do parto e evitar que aconteça uma laceração irregular no local durante a passagem do bebê. A necessidade de fazê-la deve ser avaliada levando-se em conta a proporção entre cabeça do feto e a espessura do duto por onde ela irá passar. Alguns profissionais sempre realizam esse procedimento para proteger o períneo de possíveis lesões. Outros utilizam a incisão só quando consideram necessário. Caso a mulher tenha passado por isso num parto anterior, há chance sim, de ter o novo bebê sem repetir o procedimento, mas dependerá sempre da avaliação do especialista.

Vejam abaixo alguns tipos de incisão

AA1

Como um procedimento muito utilizado nos tempos de hoje principalmente para preservar a estrutura da mulher, vale lembrar que este procedimento pode ser indolor e a paciente usar mão de anestesia.

Bjo, bjo

 

Fonte: Claudia Bebê

 


28 jan 2013

Infecção urinária


infeccao-urinaria-gravidez

As infecções urinárias ão as principais causas de trabalho de parto prematuro. Podem ser desencadeadas por vários fatores como baixa na imunidade e alterações hormonais características desta fase. Elas podem fazer com que haja glicose na urina da gestante, o que cria um ambiente propício para a proliferação de bactérias. A presença da progesterona, o hormônio da gravidez, faz com que o uréter fique mais dilatado, acumulando mais urina na região e facilitando a contaminação por microrganismos  Não há muito como evitar o problema, mas tomar bastante líquido e fazer exames frequentes durante esta fase é muito importante para prevenir que se tenha consequência mais graves, pois durante essa época a infecção urinária não provoca dor.

Boa sorte,

Bjo, bjo

Fonte: Claudia Bebê


25 jan 2013

Mania de Crochê


Quando eu penso em crochê, a imagem que vem a cabeça é da minha avó materna, costurando uma série de peças bacanas, que vão desde casacos, blusas, cachecol, pulseiras, colares, gorros, chinelos entre outros… Não é de hoje que eu tenho uma queda forte por artigos hand made, com um ar meio rústico. Meu pequeno Be, ganhou cada conjuntinho de lã da minha tia Zilá de deixar qualquer um com inveja. Vejam algumas peças que escolhi para trazer um pouco da minha infância de volta, e os conjuntinhos dele.

Bjo, bjo

A1A

AA

croche menino

A

crochet 3

crochet 2

crochê crochê 2

crochesss

chinelo croche

 


24 jan 2013

Seu bebê, chegou – E agora o que fazer?


AA

Passaram-se os 3 dias de maternidade e chegou a hora de ir para casa com seu pequeno. De cara a insegurança e certo medo tomam conta de cada uma de nós e um monte de perguntas nos vem à mente, será que vamos saber cuidar bem de nosso bebê,será que daremos conta, faremos correto???

Para ajudar as mamães com algumas questões o Blog trará algumas dicas que poderão ser bem úteis.

Alimentação - O leite materno é o alimento IDEAL para o lactente e nenhum leite industrializado é capaz de substituí-lo. O aleitamento materno traz vantagens para mãe e para o filho. Para o bebê, o leite materno é o alimento mais corretamente balanceado (quantia adequada de gorduras, proteínas, carboidratos), protege a criança contra infecções, obesidade e alergias e estreita a relação mãe/filho. Para a mãe, a amamentação promove contração uterina, fazendo com que o útero volte ao seu tamanho mais rapidamente. O horário de mamada é livre (aproximadamente a cada duas ou três horas). Atenção: não dê chá ou água, num primeiro momento, pois o leite materno contém a quantidade necessária de líquido para o recém-nascido.

Esvazie bem uma mama antes de passar para a outra. Procure dar pelo menos 15 a 20 minutos em cada peito, já que o leite com maior conteúdo de gordura, que sacia e é essencial para o crescimento do bebê, só desce após esse tempo.

Não deite o bebê logo após a mamada, isso pode fazer com que ele regurgite uma grande quantidade de leite. Lembre-se de coloca-lo sempre para arrotar.

Banho – Evite usar sabonetes ou shampoos muito perfumados. Dê preferência ao sabonete neutro de glicerina. Não use loções ou colônias após o banho.

Umbigo – dê o banho normalmente, mesmo que não tenha caído o coto umbilical. Lembre-se apenas de secá-lo bem e passar álcool 70% até que caia.

Roupas - Evite roupas de lã, mesmo aquelas intituladas antialérgicas. Dê preferência às roupinhas de algodão, plush e atoalhadas. Lave-as com sabão testados dermatologicamente, os de coco são os mais utilizados por não ter um cheiro forte, mas eu usei o BABY SOFT que tem um cheirinho delicioso e não possui nenhuma contraindicação.

Banho de sol – é importante para a incorporação do cálcio ao osso. O ideal é tomar banho de sol por 10 a15 minutos, antes das 10h ou após as 16h. Não se esqueça de proteger os olhos de seu bebê. O banho de sol pode ainda ser terapêutico e prescrito pelo médico no caso de icterícia fisiológica*, acelerando o desaparecimento da mesma.

Vacinas – a maioria das maternidades atualmente já aplica a vacina BCG (para prevenção da tuberculose) e a primeira dose da hepatite B. Cheque se o seu bebê foi realmente vacinado, caso contrário, procure um posto de saúde ou uma clínica de vacinação para aplicar as vacinas nos primeiros dias de vida.

 

O impacto da chegada de seu “presentinho” em casa está passando e agora você já está conseguindo se reorganizar, adaptando-se ao seu novo e maravilhoso momento de vida. Agora vamos falar um pouco do crescimento e desenvolvimento de seu bebê, que vai te surpreender a cada dia que passa.

Peso: O peso médio ao nascer está em torno de 3Kg. Nos primeiros dias de vida, pode haver uma perda de até 10% de peso do nascimento, que se recupera até o 10º dia de vida. Existe um cálculo simplificado para você saber se o seu bebê está com ganho adequado de peso:

-1º trimestre de vida: o bebê ganha em torno de 25 a 30 gramas/dia, o que corresponde a aproximadamente 900 g/mês.

-2º trimestre: 20 g/dia ou aproximadamente 600g/mês.

-3º trimestre: 15 g/dia ou aproximadamente 450 g/mês.

-4º trimestre: 10 g/dia ou aproximadamente 300 g/mês.

Estatura: A  média de altura ao nascimento é de 50 cm. No primeiro semestre, o bebê cresce cerca de 15 cm. No segundo semestre, cresce em torno de 10 cm. Ou seja, com 1 aninho esperamos que o bebê tenha aproximadamente 75 cm. Entre 1 e 3 anos a criança cresce em média 10 cm/ano.

Desenvolvimento visual: No recém-nascido, os movimentos dos olhos são desordenados e podem ocorrer momentos de estrabismo até o 6º mês de vida. Outra curiosidade que a maioria dos pais tem é em relação à cor dos olhos, que se define em torno do 6º mês de vida.

Em relação ao desenvolvimento global de seu filho, é muito importante fazer um acompanhamento médico preventivo (puericultura) mensal. Tenha um caderno sempre à mão para anotar as dúvidas do dia-a-dia e não se esqueça de levá-lo ao pediatra, para que o mesmo a oriente.

Boa sorte ;)

Bjo, bjo

 

Fonte: http://bebe.bolsademulher.com/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 60 de 248« Primeira...102030...5859606162...708090...Última »