27 jun 2014

Criança e estádio combinam?


Estamos em época de copa do mundo e ficamos tentadas a querer curtir este momento com nossos filhos, mas infelizmente este programa não é muito adequado para crianças menores que 5 anos. Acabei de ler um artigo no site babycenter que achei interessante compartilhar. Vamos aproveitar, mas preferencialmente, quando estivermos com nossos pequenos, em lugares apropriados.

Bjo, bjo

Levar seu filho a um jogo de futebol pode ou não ser uma boa ideia, dependendo da idade, da partida e do próprio interesse da criança pelo esporte. O pediatra Fábio Picchi, recomenda que só se leve crianças acima de 5 anos a jogos de futebol.

Crianças muito pequenas, que ainda não andam bem e nem foram desfraldadas exigem mais cuidados (colo inclusive), têm menor poder de concentração em uma atividade só e se cansam rapidamente com o barulho e a agitação ao redor. Vale lembrar que os estádios não contam com infra-estrutura apropriada para crianças (como trocadores ou vasos sanitários menores nos banheiros).

Isso dito, a experiência de estar em um estádio de futebol com o pai ou a família pode ser incrível e criar lembranças duradouras vida afora. Para que tudo corra super bem, o melhor a fazer é planejar com antecedência, a começar pela compra dos ingressos e pela data do jogo.

Fique longe de finais concorridas ou assentos no meio de torcidas organizadas, mesmo que essa seja a tradição na sua casa. Vai ter tempo para isso no futuro, e agora é hora de pensar na segurança e no melhor para o pequeno da família, não para os grandes.

Considere a logística de como vocês vão chegar até o jogo, quanto terão que andar até o estádio e, uma vez lá dentro, o sobe-e-desce nos altos degraus das arquibancadas. É bom calcular isso tudo antes, porque assim você não exagera na quantidade de sacolas e extras e fica com pelo menos um braço e uma mão livres para carregar seu filho — é quase certo que vai precisar.

Não peque também pelo contrário, não levando sacola ou mochila nenhuma com uma troca de roupa para se livrar do peso. Pode estar o maior calorão lá fora (passe filtro solar antes e durante a partida), mas, se ele ficar todo melado de sorvete ou alguém deixar cair refrigerante na camiseta, você vai precisar trocar para que ele não se sinta incomodado e acabe frustrando o programa de todos. Aliás, lencinhos umedecidos na bolsa são grandes quebra-galhos para esse tipo de ocasião.

Você pode incluir no “pacote-estádio” alguns lanchinhos de casa, assim não precisa gastar por lá (leia aqui sobre o que seu filho pode comer do que é vendido nos estádios). Geralmente, os estádios permitem a entrada de alguns produtos para consumo próprio.

Vocês vão ficar fora de casa por no mínimo três horas. Procure dividir o lanchinho para que ele sirva de distração também para a criança, se ela ficar entediada.

A Federação Paulista de Futebol, por exemplo, segue as orientações da Polícia Militar do Estado, deixando que os torcedores tragam alimentos fora de embalagens, frutas descascadas e cortadas, além de copos ou vasilhames de plástico ou papelão com conteúdo inferior a 400 ml.

Não esqueça de colocar algum tipo de identificação com nome e telefone no seu filho. Você pode prender um papel no bolso dele com alfinete de segurança, escrever por dentro da camiseta com caneta que não sai, fazer uma pulseira para o pulso com uma fita ou papel, ou ainda comprar em papelarias um crachá de plástico e preencher seus dados.

Finalmente, o mais importante de tudo: prepare-se para o que der e vier, já que estar com seu filho no estádio não será a mesma coisa que estar na companhia de outro adulto.

Pode ser que ele ame toda a novidade do evento e preste a maior atenção a tudo. Pode ser também que goste, mas que comece a ficar impaciente depois de um tempinho e precise “passear” até o banheiro ou a lanchonete para variar de posição e de visual. E pode ser ainda que leve um tremendo susto com a intensidade da torcida e da multidão, e abra um berreiro daqueles. Neste caso, a única saída muitas vezes é o portão de saída…

Se isso acontecer, não desanime para sempre e mantenha a esportiva. Com um pouco mais de idade, a experiência de ir ao estádio costuma ser completamente diferente.

1

Fonte: http://brasil.babycenter.com

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...